Ruben todo-o-terreno

  • Reportagem

 

© GettyImages (editado)

 

Jorge Jesus está apostando em potenciar a polivalência de Ruben Amorim, considerando que o jogador nascido há 26 anos, em Lisboa, pode desempenhar um papel relevante na tentativa de reconquista do título.

 

Um dos atributos a que o treinador mais importância dá é a polivalência. Jorge Jesus procura sempre jogadores capazes de cumprir mais do que uma função, por forma a ter soluções suficientes para resistir à erosão da temporada. Esse é um dos aspectos que mais influência tem nos ataques do Benfica ao mercado. Por exemplo, Danilo, actualmente no Santos mas a caminho do FC Porto, assentava como uma luva na filosofia de Jorge Jesus, pois sente-se como peixe na água como médio-defensivo e lateral-direito.

 

Jorge Jesus também vê em Ruben Amorim potencial para marcar a diferença em mais do que uma posição (lateral-direito, médio-direito e médio-centro), estando assim disposto a nele apostar no decorrer da temporada. Qual não foi, então,o espanto do treinador dos encarnados quando escutou o camisola 5 manifestar-se satisfeito por fazer parte das contas de Paulo Bento na Selecção, ao contrário do que se verificava no Benfica. E a admiração de Jorge Jesus era perceptível, dado que este já conversara com Ruben Amorim e colocara-o a par da intenção de nele apostar mais fortemente - Jorge Jesus encara-o como um futebolista dotado de uma enorme amplitude.

 

O camisola 5 já se mostrou disposto para este papel, mesmo continuando a considerar-se um médio-centro. Diga-se que só alinhou na posição favorita uma vez (enquanto titular) em todo o consulado de JJ, Foi mais vezes lateral-direito e até médio-direito (jogos de contenção).

 

© A Bola (editado)

 

«É muito inteligente tacticamente, cumpre várias posições no sistema do Benfica. É um jogador que pode alterar esse mesmo sistema. Por isso fez-me muita falta em 2010/11»

Jorge Jesus, 13 de Maio de 2011

 

Paulo Bento leva-o à Selecção pela mesma razão

 

Paulo Bento também é um fervoroso adepto da polivalência de Ruben Amorim. É esta característica que, segundo o seleccionador nacional, garante ao benfiquista um lugar na decisiva operação Bósnia. "O Ruben é um dos jogadores que não cumpre os requisitos que anunciámos no dia da apresentação [actuar com regularidade no clube]. Mas tem qualidade! Além disso, a polivalência joga a seu favor", sublinhou esta segunda-feira o líder técnico da equipa das quinas, ao comunicar a lista de convocados para o duplo confronto referente ao playoff do apuramento do Campeonato da Europa. Tal como se sucede no Benfica, Ruben Amorim deve começar o embate de sexta-feira sentado no banco de suplentes.

 

Mou e Guardiola também valorizam esta característica

 

Mourinho e Guardiola, os melhores treinadores da actualidade, também valorizam bastante a multidisciplinaridade. Por exemplo, o português do Real Madrid contratou Altintop devido precisamente à sua polivalência. Além disso, procurou recolocar Fábio Coentrão no miolo. "Não ia fazer o clube comprar um jogador de 25 milhões de euros para ser suplente de Marcelo2", justificou o treinadores dos merengues. Pep Guardiola, esse, nunca escondeu ser um adepto de plantéis pouco extensos, procurando assim adquirir, sempre que possível, futebolistas que cumpram mais do que uma missão. Busquets deverá ser um dos jogadores que melhor interpreta esta filosofia do homem que conduziu o Braça a dois títulos europeus. 

 

 

TITULAR EM 2011/12

Defesa

Meio campo

Adversário

Resultado

Adversário

Resultado

Gil Vicente (f)

E 2-2

Manchester Utd (c)

E 1-1

Beira-Mar (f)

V 0-1

Sp. Braga (f)

E 1-1

Trabzonsport (c)

V 2-0

 

 

 

In: Record

publicado por Frederica às 22:06
link do post | comentar