Amorim só não sai se Vieira o travar

  • Mercado

 

© Paulo Calado (editado)

 

Mercado não lhe falta, vontade de sair muito menos, Ruben Amorim só não abandonará o Benfica em Janeiro se Luís Filipe Vieira não der mesmo o seu aval. O jogador já há muito tempo que está insatisfeito no clube encarnado - quer jogar mais - e tem clubes interessados. Nos últimos dias, foi notícia que está a ser seguido pelo Marselha, mas "O Jogo" sabe que os clubes, nesta altura, com maiores probabilidades de avançarem com a proposta são de Itália e Grécia. Há forte interesse de um clube italiano de meio da tabela e também de um dos "grandes" helénicos. Para além de sondagens de Espanha e Inglaterra.

 

Jorge Jesus e Vieira é que não deverão estar pelos ajustes em fazer o gosto ao internacional luso, que está farto de ser suplente. Embora não seja opção regular, Amorim tem um importante papel, dado que faz várias posições. É uma espécie de bombeiro, com a vantagem de cumprir sempre o que lhe é pedido. Além disso, é português e isso é um valor acrescido no que toca às inscrições na UEFA. Se Amorim sair, só poderá entrar outro português no seu lugar. E há ainda a predileccção do presidente pelo jovem, que é benfiquista e sempre viveu empenhado em transmitir a mística do clube, portanto, com perfil para futuro capitão.

 

In: O Jogo

publicado por Frederica às 00:14
link do post | comentar