Carlos Carvalhal diz ser difícil receber Ruben

  • Mercado

 

© Corbis
 

Carlos Carvalhal gostava de poder contar com Ruben Amorim no Besiktas, mas, em entrevista à Antena 1, o treinador diz que esse será um cenário difícil de se concretizar, tendo em conta as restrições impostas na liga turca. O clube de Istambul tem doze estrangeiros, entre os quais seis portugueses, mas só pode utilizar seis por jogo.

«O Ruben foi meu jogador, ainda jovem, no Belenenses. É um jogador que conheço bem, é um excelente jogador, excelente carácter, gosto muito do Ruben, mas as coisas não podem ser colocadas nesses termos. Temos doze estrangeiros na equipa e aqui há uma limitação de utilização de seis», começa por destacar Carlos Carvalhal.

O treinador não fecha a porta, mas «A não ser que haja alguma rotação de jogadores, que é possível, mas não está prevista, vejo a situação complicada. Todos os treinadores gostavam de ter um jogador como o Ruben Amorim, mas no contexto actual do Besiktas é complicado. Sei que a imprensa portuguesa tem falado nisso, mas o que é certo é que aqui, internamente, não se tem falado nisso», acrescentou.

No Besiktas, Carlos Carvalhal já conta com Ricardo Quaresma, Simão, Manuel Fernandes e Hugo Almeida, todos habituais titulares, a que se juntam ainda Júlio Alves e Bebé. «A actual situação já é complicada de gerir, tenho sempre de deixar seis de fora e não é uma situação nada fácil de gerir», destacou ainda.

 

In: Maisfutebol

publicado por Frederica às 17:42
link do post | comentar