Segunda-feira, 08 De Dezembro,2008

Benfica massacra Marítimo (0-6) e conquista 1º lugar!

  • Crónica

 

© Daylife

 

Mesmo que à condição (o Leixões joga esta segunda-feira), o Benfica é o líder da Liga Sagres. Um cenário que há muito os adeptos “encarnados” desejavam e que se concretizou mercê de uma excelente exibição na “Pérola do Atlântico”, ante o Marítimo, em jogo relativo à 11.ª jornada. Goleada das antigas (0-6) de um Glorioso que se encheu de brio para regressar às vitórias diante de um conjunto madeirense que desde 1 de Setembro não sabia o que era perder.

Trio decisivo

Ao vencer nos Barreiros, ante um lotado anfiteatro, o Benfica alcançou aquilo de que há muito andava à procura: a liderança (ainda que à condição). Para tal, foi fulcral uma tremenda capacidade táctica e… David Suazo. Decisivo, o hondurenho sofreu a grande penalidade que, aos 19 minutos, deu a oportunidade a Reyes de inaugurar o marcador, tendo ainda como efeitos colaterais a expulsão do guardião Marcos, que abalroou o hondurenho. Depois, aos 42’, o mesmo Suazo voltou a estar em destaque, cabeceando para o segundo golo.

Ora, se Suazo esteve em destaque, fez-se acompanhar bem de perto por Katsouranis e Reyes. O espanhol, logo aos cinco minutos, após arrancar em velocidade, isolou o hondurenho que fintou Marcos e quando ia rematar para o golo viu Van Der Linder negar-lhe os intentos com a ponta da bota. Depois, Reyes apontou com mestria a já referida grande penalidade e foi do seu pé esquerdo que, na transformação de um pontapé de canto, nasceu o tal segundo tento de Suazo. E que dizer de Katsouranis, que isolou Suazo no primeiro golo e que serviu, com um desvio ao primeiro poste, o hondurenho para o 0-2? Sem dúvida, um trio de luxo presente nos momentos decisivos da primeira parte.

 

© Alvaro Isidoro


Mas o Benfica foi um todo, revelando-se compacto a defender, pressionante e limitando as opções de um Marítimo que se revelou apenas capaz de sair a jogar em lançamentos longos e que, após a expulsão de Marcos, pouco mais mostrou do que boa vontade, ante um autêntico rolo compressor atacante de um Benfica que foi o primeiro adversário a bater o Marítimo desde o passado dia 1 de Setembro. Ruben Amorim (remate à entrada da área) e Aimar (novamente Reyes na jogada, desta feita pela esquerda) também estiveram à beira de marcar ainda na primeira parte, enquanto os regressados Moreira e Luisão comandaram uma defesa sem grandes motivos de preocupação.

Passos para a goleada

A segunda parte é feita de golos e mais golos. Após uns primeiros 20 minutos menos produtivos, o Benfica soube colorir, com momentos bonitos, a sua supremacia. Foi Luisão quem, na sequência de um livre lateralizado apontado por Reyes, atirou a contar, aos 65’, colocando uma pedra sobre qualquer dúvida que restasse sobre o vencedor do jogo. Quique sentiu-se, assim, à vontade para alargar ainda mais o ataque benfiquista, lançando Balboa.

Um cabeceamento de Yebda à barra foi o aviso… a cavalgada de Suazo, flectindo da direita para o meio e rematando forte com a canhota, o mote para um final de jogo entusiasmante. Depois, foi a vez de Nuno Gomes brilhar. O avançado aproveitou da melhor forma os dez minutos finais em que pôde jogar e marcou a dobrar, primeiro após passe de Balboa e depois de David Luiz. Uma noite de gala para um Benfica que provou que grandes goleadas ainda são possíveis. Será este um prenúncio europeu?

 

© Daylife

 

In: SLBenfica.pt

 

Marítimo: Marcos; João Guilherme, Fernando Cardozo e Van der Linden; Paulo Jorge, Bruno, Oberdam e Miguelito; Marcinho; Manu e Djalma.

Ainda jogaram: Bruno Grassi (Manu, 19min), Babá (Djalma, 58min) e João Luiz (Bruno, 65min).

Golos: nada a assinalar.

Cartões Amarelos: Fernando Cardozo (50min).

Cartões Vermelhos: Marcos (16min)

 

Benfica: Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Katsouranis e Binya; Ruben Amorim, Aimar e Reyes; David Suazo.

Ainda jogaram: Yebda (Binya, 58min), Balboa (Ruben Amorim, 67min) e Nuno Gomes (Aimar, 81min).

Golos: Reyes (20min, g.p.), Suazo (42min e 85min), Luisão (65min) e Nuno Gomes (86min e 90+2min).

Cartões Amarelos: Luisão (35min), Ruben Amorim (43min), Binya (45+4min), Reys (49min), David Luiz (55min), Katsouranis (60min) e Moreira (75min).

Cartões Vermelhos: nada a assinalar.

 

  • Avaliações

 

 

"Bom entendimento com Katso, Aimar e Suazo, assumindo por vezes a posição de médio-centro por troca com o grego. Rematou forte para defesa de Marcos. E viu um amarelo injustamente. (3)", In: Record

 

"Logo aos dez minutos obrigou Marcos a aplicar-se a fundo para manter as suas redes invioladas. Na direita, sobressaiu sobretudo nas acções ofensivas, não se esquecendo de ajudar a defender. (6)", In: O Jogo

 

"É cada vez mais incontornável falar dele. Mais um excelente jogo, repleto de equilíbrios - a sua palavra chave. Essencial na forma como equilibra a equipa no espaço, na capacidade de passe e certeza que oferece às saídas em ataque rápido. Jogador fulcral neste Benfica. (8)",  In: Ser Benfiquista

publicado por Frederica às 19:05
link do post | comentar
Sábado, 06 De Dezembro,2008

Lista de Convocados para a Madeira

  • Antevisão

 

© Isabel Cutileiro

 

Boas notícias para Quique Flores. Luisão, Aimar e Nuno Gomes estão de volta aos convocados, após um período em que recuperaram de lesões. Também Binya é novidade entre os eleitos.

Quim, por seu turno, fica de fora da lista de convocados pela primeira vez esta época, em jogos do campeonato. Moreira ou Moretto: um deles será titular na Madeira, ante o Marítimo, em jogo referente à Liga Sagres, que se realiza este domingo.

De notar ainda as ausências de Jorge Ribeiro, com um estiramento na face posterior da perna esquerda, Carlos Martins (mialgia na face posterior da perna direita) e Di María, em recuperação.

LISTA DE CONVOCADOS


Guarda-redes: Moretto e Moreira;
Defesas: Luisão, Maxi, Miguel Vítor, David Luiz e Sidnei;
Médios: Reyes, Balboa, Katsouranis, Aimar, Ruben Amorim, Binya, Yebda e Urreta;
Avançados: Cardozo, Suazo e Nuno Gomes.

 

In: SLBenfica.pt

publicado por Frederica às 18:24
link do post | comentar
Terça-feira, 02 De Dezembro,2008

Benfica empata (2-2) com V. Setúbal e perde oportunidade de liderança

  • Crónica

 

© Daylife

 

Jogo de loucos na Luz. O Benfica esteve a perder, conseguiu dar a volta mercê de um fantástico início de segunda parte e chegou mesmo a fazer o 3-1 ao minuto 80, mas o árbitro portuense Vasco Santos tornou-se na figura da partida ao "violentar" a lei da vantagem (que ele mesmo deu) e ao não expulsar Sandro quando, nessa mesma jogada, o sadino agrediu Reyes. Depois, bom, depois, o Vitória renasceu e chegou ao empate em tempo de descontos, num estranho golo de bicicleta. A liderança fica, assim, adiada.

 

INSPIRAÇÃO DE PEDRO ALVES

Com Miguel Vítor ao lado de Sidnei na defesa, Carlos Martins fazendo par com Katsouranis no miolo e Cardozo de regresso ao ataque, desta feita ao lado de Suazo, o Benfica apresentou-se com algumas novidades de início, ante o V. Setúbal. E começou bem o Glorioso, jogando pelos flancos e criando lances que baralharam por completo a defensiva contrária, valendo, nesses minutos iniciais, a capacidade de Pedro Alves para evitar males maiores para a formação sadina.

Cardozo, esta noite revelando muita certeza no momento de assistir, deu o mote, entregando, de cabeça, a Suazo, após centro de Jorge Ribeiro. O hondurenho bem se esticou mas não chegou a tempo de inaugurar o marcador, corria o minuto 10. Depois, entre os 15’ e os 23’, foi a vez de Carlos Martins aplicar o seu potente remate. Primeiro na execução de um livre directo, depois num remate de ressaca, com a canhota… mas ambos com destino idêntico: as mãos de Pedro Alves. Ora através das alas, ora em remates de longe, tudo o Benfica tentava para contrariar a tendência de não marcar na primeira parte dos jogos realizados na Luz, a contar para a Liga Sagres. E, aos 30’, Katsouranis, num remate sem preparação, de longa distância, voltou a provar o amargo sabor da estatística. Apesar dos 100km/h do tiro, Pedro Alves voltou a voar para nova defesa.

 

RENASCIDOS DO BALENÁRIOS

 

© Alvaro Isidoro


O mesmo fez Quim, aos 34’, num remate cruzado de Bruno Gama, mas, azar dos azares, a bola foi ter direitinha a Laionel, que se estreou a marcar na Liga Sagres. A invencibilidade benfiquista estava em risco ante um adversário que poucomais fazia do que defender. E os sadinos tinham até a sorte do seu lado, mesmo quando Pedro Alves nada podia fazer. Isso mesmo aconteceu aos 39’, quando Reyes isolou Suazo pela esquerda e este serviu Cardozo. O paraguaio rodopiou e serviu Ruben Amorim que, lançado, atirou de primeira com a bola a ir à barra.

Só que a má fortuna de Ruben Amorim e de Suazo que, na primeira jogada da segunda parte, em situação privilegiada, chutou nas orelhas da bola, foi transformada por Katsouranis num momento de grande felicidade. O grego aproveitou a rosca do hondurenho e chutou forte para o fundo das redes, concretizando uma noite especial, visto ter envergado a braçadeira de capitão, somado o centésimo jogo pelo Benfica e… marcado um golo.

Soou o alarme com o golo de Katsouranis e o Benfica partiu para 15 minutos de altíssimo nível, levando o Vitória a viver autenticamente o verdadeiro “Inferno da Luz” e prometendo o segundo tento. Pedro Alves ainda tentou evitar o inevitável, com uma bela parada, após bomba de Cardozo, mas, aos 57’, nada pôde fazer para deter o remate rasteiro de Suazo, após assistência do activo avançado paraguaio. Um futebol jogado quase sempre ao primeiro toque, com velocidade, verticalidade e apetência pela baliza num Benfica muito agressivo e capaz de imprimir a sua primeira reviravolta da época.

 

EIS O SENHOR SANTOS

O ritmo abrandou, como seria de esperar, nos últimos 20 minutos da partida. Mas as emoções voltaram aos 80’, quando Vasco Santos decidiu borrar a pintura. Reyes foi agredido ao pontapé por Sandro (que já tinha um amarelo), tendo a bola sobrado para Jorge Ribeiro. O árbitro mandou seguir, dando a lei da vantagem, e o lateral serviu Suazo para o que seria o 3-1. Seria e não foi porque o juiz do Porto decidiu voltar com a palavra atrás e assinalou a falta. E o mais incrível é que poupou o jogador sadino à expulsão.

 

© Daylife


E como o golo do Benfica não valeu, o Vitória acreditou até final e já em tempo de descontos aconteceu o impensável: na sequência de um canto, Anderson chutou de bicicleta e a bola fez um arco imprevisível que traiu Quim. O Vitória chegava ao empate de forma incrível. Má fortuna e uma lamentável decisão do árbitro deitaram tudo a... empatar.

 

In: SLBenfica.pt

 

Benfica: Quim; Maxi Pereira, Sidnei, Miguel Vítor e Jorge Ribeiro; Ruben Amorim, Carlos Martins, Katsouranis e Reyes; Suazo e Cardozo.
Ainda jogaram: Yebda (Carlos Martins, 76min), Urreta (Cardozo, 81min) e David Luiz (Jorge Ribeiro,  85min).

Golos: Katsouranis (48min), David Suazo (58min).

Cartões Amarelos: Katsouranis (37min).

Cartões Vermelhos: nada a assinalar.

V. Setúbal: Pedro Alves; Janício, Robson, Anderson e Cissokho; Sandro, Mateus, Ricardo Chaves e Leandro Lima; Laionel e Bruno Gama.
Ainda jogaram: Elias (Laionel, 54min), Leandro (Ricardo Chaves, 63min) e Carrijo (Bruno Gama, 73min).

Golos: Laionel (35min) e Anderson (90min).

Cartões Amarelos: Sandro (75min, 90min).

Cartões Veremelhos: Sandro (acumulação de amarelos 75min e 90min).

 

  • Avaliações

 

© Alvaro Isidoro

 

"Entrou mal, parecendo perdido no terreno. Subiu de produção, participando no jogo atacante, como se viu no 2º golo. Esteve muito perto de marcar aos 40 minutos, quando atirou à trave. (3)", In: Record

 

"Discreto na primeira metade - excepção para o tira à barra (40') -, voltou das cabinas com alma renovada e foi importante a dar equilíbrio ao meio-campo. (6)", In: O Jogo

 

"Aquele remate à trave...

É um trabalhador por excelência, que se preocupa, em primeira instância, em ser útil para que a equipa consiga alcançar os seus objectivos. Quase ao findar a primeira parte teve um remate que só a trave deteve, golo negado que seria recompensa certa para exibição regular. Mas após o descanso não conseguiu mantes a mesma bitola exibicional. (6)", In: A Bola

publicado por Frederica às 23:10
link do post | comentar



Uma iniciativa criada a 9 de Outubro de 2008 com o objectivo de todos os fãs/adeptos poderem mandar a sua mensagem ao Ruben juntou mais de 50 comentários com opiniões diversas e pessoais, as quais agradecemos desde já e que poderá ver AQUI. Devido a actualizações (quase) diárias, o mesmo foi desaparecendo aos poucos e deixando de ser principal notícia no Blog. Não querendo deixar a oportunidade de o Ruben saber e ler a vossa opinião, visto que é visitante deste espaço dedicado a ele, poderá sempre mandar uma mensagem para AQUI.




«Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que voces têm dado ao Benfica e principalmente a mim. Sinceramente não tenho muito jeito para estas coisas mas também não existem palavras para dizer a força que me transmitem quando leio o que escrevem. Dito isto quero que me desculpem mas tenho de mandar um beijo especial à Frederica e espero um dia estar à altura da imagem que tu tens de mim.
Em breve terei um site e quero que saibas que terás um papel bastante activo nele.. Isto se quiseres, claro. Desculpem não ser de muitas palavras mas mais uma vez OBRIGADO.
Ruben Amorim»
26 de Março de 2009




• Nome Completo:
Ruben Filipe Marques Amorim
• Clube Actual:
Sporting Clube de Braga (emp. SLB)
• Data de Nascimento:
27 de Janeiro de 1985
• Idade:
27 anos
• Local de Nascimento:
Lisboa, Portugal
• Altura:
1,80m
• Peso:
77kg
• Posição:
Médio
• Camisola:
Número 5



• Percurso:
Camadas Jovens Sport Lisboa e Benfica, CAC Pontinha, Ginásio de Corroios, Belenenses, Sport Lisboa e Benfica, Sporting de Braga (actual, por empréstimo)
• Estreia na 1ª Divisão:
14 de Dezembro de 2003
Belenenses 2 vs 0 Alverca
1 minuto
• Treinador que o lançou: Vladislav Bogicevic
• Internacionalizações: Sub-19, Sub-21, Portugal B, Portugal
• 100º Jogo:
27 de Setembro de 2008
Benfica 2 vs 0 Sporting
45 minutos
• Antes do futebol:
Ruben começou por ser guarda-redes de hóquei de patins mas aos 9 anos optou pelo futebol de onze.




• Campeonato Nacional: 09/10 (SL Benfica)
• Taça da Liga: 08/09; 09/10 (SL Benfica)
• Eusébio Cup: 2009/2010 (SL Benfica)
• Torneio Cidade Guimarães: 08/09; 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Torneio de Amesterdão: 09/10 (SL Benfica)
• Torneio Guadiana: 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Albufeira Summer Cup: 10/11 (SL Benfica)
• Canada National Exhibition: 10/11 (SL Benfica)
Prémios Individuais:
• Jogador Jovem do Mês: Dezembro 2007 (Belenenses)


Photobucket
(clique para aumentar)
© RuiCosta_10

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral









AQUI poderá aceder a mais vídeos sobre Ruben Amorim, numa conta feita pela organização do Blog, onde se reunem golos, jogadas, conferências de imprensa e outros momentos.