Domingo, 09 De Agosto,2009

Benfica ganha Eusébio CUP

  • Pré-Época 2009/10 - Eusébio CUP

 

© Record 

 

O Benfica empatou com o AC Milan (1-1), conquistando a segunda edição da Eusébio Cup nas grandes penalidades. Quim defendeu quatro castigos máximos (5-4), Cardozo marcou o oitavo golo da pré-época, em nove jogos! Sidnei viria a anular a desvantagem, com um tento na própria baliza, após cruzamento de Pato. Os adeptos ficam a aguardar, ansiosamente, a estreia dos encarnados na Liga. A 16 de Agosto, neste mesmo Estádio da Luz, frente ao Marítimo.

 

Empate, três vitórias, um desaire, mais três vitórias e um empate para fechar o ciclo. Aqui fica o registo da formação encarnada, em mais uma pré-temporada que renova as esperanças, mas apenas isso. São quatro troféus de Verão: «Ainda não ganhámos nada. Queremos o título», lembrou Nuno Gomes.

 

Jorge Jesus apresentou o seu onze, a sua aposta para o Benfica 2009/10. Falta Maxi Pereira e as adaptação prometem ditar leis nas laterais da defesa. Shaffer marca alguns pontos a atacar, mas David Luiz e Ruben Amorim mereceram a confiança do técnico encarnado no último teste da pré-epoca. O mais importante, por sinal.

 

Do meio-campo para a frente, o futebol encarnado parece um imenso sorriso. A bola corre com alegria, dos pés de Aimar, sobretudo dos dele, para Saviola, para Di Maria. Ramires também a trata bem, apesar de não falar a mesma língua que as restantes unidades ofensivas do onze. Depois de tudo isto, vem Cardozo. E para ele, sobra a compaixão da bola, quando vê o paraguaio de costas para a baliza, ou perdido nos flancos.

 

 

© A Bola

 

Cardozo é golo, é bola na rede. Porque o futebol de Aimar, a perfeição dos seus movimentos e a simplicidade com que arma jogo, só faz sentido com golos. E esses, lá está, são do Tacuara. Se perguntarem aos adeptos do Benfica, aos 60 e tal mil que passaram pela Luz, pelas melhores recordações do encontro, lá estará a cabeçada do paraguaio.

 

Houve momentos de bom futebol, de entusiasmo próprio de pré-temporada. Houve justa homenagem a Eusébio, mas também a Raul Solnado. Vieram milhares de fotografias e palmas para Ronaldinho Gaúcho, candidato a estrela da noite. Mas durou três minutos. O Tacuara, aquele que não tem tatuagens, nem cabelo estiloso, nem pinta de craque, lá do outro lado do relvado, roubou a cena. Shaffer tirou um cruzamento de grande nível e Cardozo, entre Thiago Silva e Favalli, fez a festa do golo.

 

Atenção, faltavam Abbiati, Seedorf, Ambrosini, Flamini, Inzaghi e Gattuso. Ronaldinho, diz-se, esteve por aqui, mas pouco. Durante uma hora, o AC Milan pareceu uma sombra de um gigante. Mas depois, ferido no orgulho, despertou e sufocou. Sidnei, esse mesmo, o tal que deixa passar a bola entre as pernas antes de arrancar para uma exibição memorável, não consegue deixar de caminhar naquela linha vertiginosa entre o sonho e o pesadelo. Ao minuto 87, viu Pato entrar na área do Benfica e terá recordado a convivência em comum no centro de estágio do Internacional de Porto Alegre. Mas Sidnei não queria certamente fazer aquilo, aquele carrinho desesperado após o cruzamento tenso de Pato, tocando a bola para o fundo da própria baliza. Enfim, acontece.

In: Maisfutebol

 

© Isabel Cutileiro 

 

Benfica: Quim; Ruben Amorim, Luisão, Sidnei e David Luiz; Javi Garcia; Ramires, Aimar e Di María; Cardozo e Saviola.
Ainda jogaram: Carlos Martins (Ramires, 46min), Shaffer (David Luiz, 51min), Patric (Aimar, 63min), Weldon (Cardozo, 63min),  Keirrison (Saviola, 63min), Yebda (Javi Garcia, 72min), Fábio Coentrão (Di María, 72min).

Golos: Cardozo (58min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

Grandes penalidades: Keirrison, Shaffer, Ruben Amorim, Yebda e Sidnei marcaram; Fábio Coentrão, Weldon e Patric falharam.

 

AC Milan: Storari; Zambrotta, Thiago Silva, Nesta (Onyewu, 78m) e Favalli (Antonini, 73m); Abate, Di Gennaro (Ronaldinho, 55m), Pirlo, e Jankulovski; Pato e Borrielo.
Ainda jogaram: Ronaldinho (Di Gennaro, 55min), Antonini (Favalli, 73min), Onyewu (Nesta, 78min).

Golos: Sidnei (87min, p.b.).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

Grandes penalidades: Pirlo, Jankulovski, Barrielo e Pato marcaram; Ronaldinho, Thiago Silva, Zambrotta e Antonini falharam.

 

  • Avaliação

 

Ruben Amorim é o eleito para jogar à direita.

 

 

"Ruben Amorim não tem culpa dos erros de gestão e, como lateral, empolgou-se para uma actuação de grande consistência, mesmo quando já com menos forças, passou para o meio-campo. (3)", In: Record

 

"No primeiro jogo a titular como defesa-direito, teve no pouco atrevimento de Jankulovski via aberta para subir - e bem - no terreno. Surpreendeu pelo à vontade a cumprir funções junto à linha e subiu depois para o meio-campo com a entrada de Patric.", In: O Jogo

 

"(...) Com a lesão de Maxi Pereira, o técnino preferiu improvisar, colocando Ruben Amorim na direita, que, aliás, já era para Jesus uma especie de bombeiro no Belenenses. O médio português não sabe jogar mal, pelo contrário, e por pouco não marcou, aos 73min, com um pontapé do meio-campo a explorar o adiantamente de Storari. (...)", In: Maisfutebol

 

  • Declarações

 

© Isabel Cutileiro 

 

Com a mesma inteligência que revela dentro do relvado, Ruben Amorim faz questão de matar à nascença qualquer excesso de confiança. "Se fosse possível, trocava já esta vitória de hoje [ontem] por um triunfo no próximo domingo. É claro que é importante ter vencido, mas o mais importante é que já estamos prontos para a Liga", referiu o médio que ontem foi deslocado.
 

"Trabalho todos os dias para jogar e, como todos sabem, sou médio. Contudo, também já disse que no Benfica jogo onde o treinador precisar, até a guarda-redes. Por isso, se for necessário alinhar a defesa-direito faço-o sem qualquer problema", garantiu o ex-Belenenses, elogiando um colega de equipa que está a atravessar um período menos positivo.
 

"O Patric tem apenas 20 anos, vem de uma realidade diferente e, como o mister já disse, vai evoluir bastante. É um jogador com potencial e vamos todos apoiá-lo da melhor maneira", afirmou, acrescentando: "Tenho a certeza que o Patric ainda vai fazer muitos jogos com a camisola do Benfica."
 

Agora que acabaram os testes de pré-temporada e o arranque do campeonato - domingo, na Luz, diante do Marítimo - aproxima-se a passos largos, Ruben Amorim mostra-se confiante. "Estamos no bom caminho. Já revelamos entendimento, rotinas e laços entre nós, algo facilitado pelas vitórias", sustenta o médio, deixando um alerta. "Há que lembrar aos adeptos que a Liga vai ser longa e difícil", referiu.
 

In: Record

 

publicado por Frederica às 19:35
link do post | comentar
Quarta-feira, 05 De Agosto,2009

Ruben a lateral-direito no jogo contra AC Milan

  • Pré-Época 2009/10 - Eusébio CUP

 

© Margarida Novais

 

Jogo de sábado, relativo à Eusébio Cup, pode ser primeira oportunidade para Jesus trabalhar o substituto de Maxi Pereira. Ontem, no treino, Amorim já esteve encostado à lateral-direita.

O jogo de sábado com Milan - convidado especial para a segunda edição da Eusébio Cup (na época passada foi o Inter) - será mais do que uma partida de preparação diante de um adversário de prestígio. Será, sobretudo, muito importante para Jorge Jesus, treinador dos encarnados, que terá ali uma excelente oportunidade para testar a sua primeira opção para o lugar de Maxi Pereira.

Ruben Amorim, com Quique Flores, nunca foi aposta declarada para a lateral-direita, mas com Jorge Jesus, ainda no Belenenses, essa situação foi pontualmente real, pelo que agora, após a lesão grave no joelho que levou Maxi à mesa de operações, o jogador apresenta-se como opção credível para tão sensível posição.

E ontem à tarde, no treino realizado pelos encarnados no Estádio da Luz, chegou a confirmação de que Amorim deve mesmo recuar no terreno. Nas últimas fases do ensaio, já com os atletas posicionados nos locais habituais, Ruben encostou-se ao lado direito da defesa, primeiro ao lado de Luisão, David Luiz e Shaffer, depois somente ao lado de Luisão e Shaffer.

Espera-se, pois, que o Milan sirva de barómetro para avaliar a capacidade do futebolista numa posição que já não desempenha há algum tempo, mas para a qual deve estar destinado a curto prazo, mesmo perante outras alternativas.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 16:06
link do post | comentar
Segunda-feira, 03 De Agosto,2009

Benfica vence Torceio Cidade de Guimarães com golo de Ruben Amorim

  • Pré-Época 2009/10

 

© Maisfutebol


De vaga em vaga, a ilusão encarnada segue em crescendo. Jorge Jesus bem quis refrear a euforia dos adeptos, logo após a «melhor exibição da pré-temporada», com o Portsmouth. Mas na verdade, os adeptos têm motivos para sonhar, até porque viram, frente ao V. Guimarães, uma segunda linha que, com menos talento mas igual vontade saiu ao intervalo a vencer os minhotos por 1-0. Os supostos titulares trataram do resto.

 

O Benfica mudou quase tudo. Sobraram Luisão e David Luiz da noite anterior e mesmo o segundo jogou a central, quando na véspera fora lateral-esquerdo. Nove mudanças, a mesma disciplina, perante um adversário superior aos ingleses e que fez da final do torneio um jogo já com muito de campeonato.

 

É certo que assim que o Benfica entrou para a segunda parte sentiram-se diferenças entre as «duas equipas encarnadas». Aimar, Saviola e Di Maria espalharam talento, ao passo que Urreta, Nuno Gomes e Fábio Coentrão transpiraram mais. Ainda assim, é de elogiar o passe do capitão para o 1-0, a desmarcar Urreta e a velocidade de Weldon, que soma pontos, com dois golos em jogos consecutivos. Parece haver soluções no banco e a vantagem ao intervalo era prova disso.

 

 

© A Bola

 

Benfica de tango

 

O Vitória tinha de dar a volta ao resultado para vencer o torneio, mas Jesus lançou um trio de argentinos que, mesmo a três, não se engana a dançar o tango. Saviola, Aimar e Di María trouxeram qualidade e rapidez ao ataque encarnado. Trouxeram, acima de tudo, espaço. Melhor, souberam criá-lo.

 

O lance do golo trouxe ao de cima o melhor de Aimar e Saviola. A antiga dupla do River Plate criou a jogada que Ruben Amorim finalizou. Poucas dúvidas restavam sobre o vencedor do encontro e do torneio.

 

Ainda havia muito jogo pela frente, Jesus fazia trocas atrás de trocas, apostado que está em provar a polivalência da equipa. Amorim começou a lateral, e quem lá acabou foi Miguel Vítor. O titular, recorde-se, foi Patric.

 

O Vitória trocou menos ao intervalo, mas a tendência foi a mesma. Nuno Assis tentava organizar o jogo ofensivo e Meireles tapar as investidas encarnadas. Mas este Benfica joga rápido e a poucos toques, ilude os adversários e enche de esperança os adeptos. E atenção, mais do que os resultados e troféus de pré-temporada (e vão três para o Benfica), são as exibições que criam ilusão e aumentam a fé encarnada.

 

In: Maisfutebol

 

© Maisfutebol

 

V. Guimarães: Nilson; Alex, Sereno, Moreno e Milhazes; Flávio Meireles, Custódio e Desmarets; Nuno Assis; Douglas e Rui Miguel.
Ainda jogaram: Targino (Custódio, 46min), Jorge Gonçalves (Desmarets, 58min), Roberto (Rui Miguel, 58min), João Alves (Flávio Meireles, 70min).

Golos: -

Cartões Amarelos: Nuno Assis (62min).

Cartões Vermelhos: -


Benfica: Moreira; Patric, Luisão, David Luiz e Shaffer; Yebda, Urreta e Fábio Coentrão; Carlos Martins; Nuno Gomes e Weldon.
Ainda jogaram: Ruben Amorim (Patric, 46min), Aimar (Urreta, 46min), Di María (Fábio Coentrão, 46min), Cardozo (Nuno Gomes, 46min), Saviola (Weldon, 46min), Miguel Vítor (Carlos Martins, 63min), Javi Garcia (Yebda, 68min), Sidnei (Luisão, 71min).

Golos: Weldon (39min), Ruben Amorim (65min).

Cartões Amarelos: Luisão (30min), Carlos Martins (60min), Sidnei (85min).

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

Ruben mostrou ser opção credível para o lugar de Maxi e ainda marcou um belo golo.

 

 

"Substituiu o nervoso Patric e desempenhou a função de laterla-direito com a competência que se lhe conhece. Depois, passou para médio e apareceu, aos 65', ao segundo poste, a fazer o 0-2, correspondendo a cruzamento de Saviola. Exibição consistente e adulta. (3 - Melhor em Campo).", In: Record

 

"Entrou para o lugar de Patric, revelando-se uma opção válida para o lugar de defesa-direito, que vai ficar órgão de Maxi Pereira por algum tempo. Abrilhantou a sua já boa exibição com um golo, aos 65', finalizando mais uma jogada magistral da dupla Aimar/Saviola.", In: O Jogo

 

  • Momentos

 

 

65' - Amorim faz o 0-2

 

Aimar vê a desmarcação de Saviola e adianta-lhe a bola. Com um passe large, El Conejo faz a assistência perfeita para Ruben Amorim, que aparece do lado oposto a conluir de primeira. Os minhotos reclamam off-side de Saviola sem razão. Milhazes colocou o argentino em jogo. Shaffer "fotografa" Yebda, David Luiz e Ruben Amorim para uma nova coreografia no festejo do golo.

 

In: Record

 


 

Parabéns! E força; sempre.

publicado por Frederica às 20:33
link do post | comentar
Domingo, 02 De Agosto,2009

Grande vitória (4-0) frente ao Portsmouth

  • Pré-Época 2009/10 - Torneio Cidade de Guimarães

 

© A Bola

 

Notícia mais evidente: a nação encarnada vive uma alegre ilusão sobre o futuro, e tem motivos para isso. É uma ilusão fundamentada, sem dúvida. O Benfica marca golos, ganha e sobretudo joga bem. Um futebol latino, construido, seguro, trabalhado. Esta noite marcou quatro golos, mas mais do que isso vulgarizou um adversário inglês.

 

Mesmo que o onze seja teoricamente muito ofensivo, o princípio do futebol assenta nos processos defensivos, materializados num pressing subido no campo que não deixa o adversário jogar perto da baliza encarnada. Quim, por exemplo, só foi colocado uma vez à prova durante toda a partida: num cruzamento-remate que nem chegou a criar perigo.

 

O resto é uma equipa subida, assente numa defesa segura, que inicia as jogadas em toques curtos, com muita mobilidade, dois jogadores bem colocados à linha e liberdade para criar. O Benfica joga quase sempre um futebol simples, de toque e desmarcação, mas dá liberdade ao génio individual. Di María foi esta noite a face mais visível.

 

© A Bola

 

Ora no meio de todos estes bons sinais foi surgindo um futebol vistoso, sempre virado para a frente, capaz de criar perigo com boa cadência. E quatro golos, claro. Dois na primeira parte e dois na segunda. Cardozo bisou antes do intervalo, Weldon e Wilkinson marcaram depois. O que mostra como o futebol encarnado não caiu com o intervalo.

 

É verdade que o Portsmouth surgiu mais atrevido na segunda parte, mas passou num instante. O Benfica não deixou que durasse mais de quinze minutos. Jorge Jesus tratou de refrescar a equipa cedo, trocou os jogadores mais cansados e assegurou a força que se tornou fundamental nesta equipa: tudo começa na disposição dos atletas para correr.

 

Até quando pode este Benfica aguentar?

 

Ora é precisamente também na disposição dos jogadores para correr que começa a única dúvida legítima nesta altura. A equipa está no limite do risco. Continua a trabalhar até à fronteira do razoável e acusa um cansaço que pode ser perigoso. Maxi Pereira, por exemplo, saiu lesionado. Vários outros jogadores chegaram à hora de jogo de rastos.

 

Mas esse é talvez o risco de criar uma onda encarnada. Uma onde que Jorge Jesus sabe ser necessária para ganhar o conforto que necessita para encarar as dificuldades mais tarde. Será um risco calculado, portanto. Para já está a funcionar bem. O treinador vive em estado de graça. Como se percebeu pelos elogios que recebeu das bancadas no fim, aliás. A onda encarnada está lançada.

 

Resta dizer que o Benfica decide este domingo o Troféu Cidade de Guimarães, frente ao V. Guimarães que também venceu o Portsmouth. Pode então somar o terceiro título desta pré-época.

In: Maisfutebol

 

© GettyImages

 

Benfica: Quim; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Ruben Amorim, Javi Garcia e Di María; Pablo Aimar; Saviola e Cardozo.

Ainda jogaram: Weldon (Cardozo, 46min), Carlos Martins (Pablo Aimar, 62min), Keirrison (Saviola, 76min), Fábio Coentrão (Maxi Pereira, 80min).

Golos: Cardozo (16min, 34min), Weldon (70min), Wilkinson (86min, p.b.).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

Portsmouth: Begovic; Yassin, Kaboul, Distin e Beladj; Basinas e Heyden Mullins; Pancrate, Kranjkar e Euger Bopp; John Utaka.

Ainda jogaram: Finnan (Yassin, 46min), Wilkinson (Distin, 46min), Mokoena (Euger Bopp, 46min), Kanu (John Utaka, 46min).

Golos: -

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

 

"Parece estar sempre em alta rotação, ora à direita ora à esquerda e cumpre com mestria a sua função.Canaliza muito jogo pelo flanco direito, combinado com Maxi mas também com Aimar e Di María. Acabou a lateral-direiro sacrificando-se pelo grupo. (3)", In: Record

 

"Começou a partida a médio-interior direito e terminou a lateral-direito, em virtude da lesão de Maxi Pereira. Esteve ontem discreto e abaixo das suas possibiliades. Perdeu algumas bolas, mas recuperou outras. É um elemento sempre útil na equipa.", In: O Jogo

publicado por Frederica às 17:13
link do post | comentar



Uma iniciativa criada a 9 de Outubro de 2008 com o objectivo de todos os fãs/adeptos poderem mandar a sua mensagem ao Ruben juntou mais de 50 comentários com opiniões diversas e pessoais, as quais agradecemos desde já e que poderá ver AQUI. Devido a actualizações (quase) diárias, o mesmo foi desaparecendo aos poucos e deixando de ser principal notícia no Blog. Não querendo deixar a oportunidade de o Ruben saber e ler a vossa opinião, visto que é visitante deste espaço dedicado a ele, poderá sempre mandar uma mensagem para AQUI.




«Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que voces têm dado ao Benfica e principalmente a mim. Sinceramente não tenho muito jeito para estas coisas mas também não existem palavras para dizer a força que me transmitem quando leio o que escrevem. Dito isto quero que me desculpem mas tenho de mandar um beijo especial à Frederica e espero um dia estar à altura da imagem que tu tens de mim.
Em breve terei um site e quero que saibas que terás um papel bastante activo nele.. Isto se quiseres, claro. Desculpem não ser de muitas palavras mas mais uma vez OBRIGADO.
Ruben Amorim»
26 de Março de 2009




• Nome Completo:
Ruben Filipe Marques Amorim
• Clube Actual:
Sporting Clube de Braga (emp. SLB)
• Data de Nascimento:
27 de Janeiro de 1985
• Idade:
27 anos
• Local de Nascimento:
Lisboa, Portugal
• Altura:
1,80m
• Peso:
77kg
• Posição:
Médio
• Camisola:
Número 5



• Percurso:
Camadas Jovens Sport Lisboa e Benfica, CAC Pontinha, Ginásio de Corroios, Belenenses, Sport Lisboa e Benfica, Sporting de Braga (actual, por empréstimo)
• Estreia na 1ª Divisão:
14 de Dezembro de 2003
Belenenses 2 vs 0 Alverca
1 minuto
• Treinador que o lançou: Vladislav Bogicevic
• Internacionalizações: Sub-19, Sub-21, Portugal B, Portugal
• 100º Jogo:
27 de Setembro de 2008
Benfica 2 vs 0 Sporting
45 minutos
• Antes do futebol:
Ruben começou por ser guarda-redes de hóquei de patins mas aos 9 anos optou pelo futebol de onze.




• Campeonato Nacional: 09/10 (SL Benfica)
• Taça da Liga: 08/09; 09/10 (SL Benfica)
• Eusébio Cup: 2009/2010 (SL Benfica)
• Torneio Cidade Guimarães: 08/09; 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Torneio de Amesterdão: 09/10 (SL Benfica)
• Torneio Guadiana: 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Albufeira Summer Cup: 10/11 (SL Benfica)
• Canada National Exhibition: 10/11 (SL Benfica)
Prémios Individuais:
• Jogador Jovem do Mês: Dezembro 2007 (Belenenses)


Photobucket
(clique para aumentar)
© RuiCosta_10

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral









AQUI poderá aceder a mais vídeos sobre Ruben Amorim, numa conta feita pela organização do Blog, onde se reunem golos, jogadas, conferências de imprensa e outros momentos.