Domingo, 28 De Fevereiro,2010

Benfica dá prenda a si mesmo (0-4) em véspera de aniversário

  • Crónica

 

 

© Daylife

 

Lá para os lados da Gália, um certo chefe tribal gritava aos sete ventos o seu maior medo: o homem temia que o céu se abatesse sobre a sua cabeça. Era um pessimista moderado, porém. Sempre que o confrontavam com a fobia, dizia bem humorado que a tragédia não estava marcada para o dia seguinte. A história da conquista do Benfica em Matosinhos aproxima-se deste pedaço delicioso de ficção.

 

Jesus e os seus homens desafiaram a intempérie, não temeram a fúria meteorológica e regressaram a Lisboa descansados, com a certeza que amanhã o céu não lhes esmaga a vida. Um pontapé ambicioso e afortunado de Éder Luís antecedeu três instantes purificados pela genialidade de Di María. Quatro golos embrulharam um triunfo tão simples quanto ajustado. 

 

O Leixões, de resto, limitou-se a ser aquilo que Fernando Castro Santos parece querer. Uma equipa apostada em defender, defender e defender, à espera que o contendor não se lembre de marcar um golo. Enquanto o nulo prevalece, os matosinhenses conseguem ser equilibrados. Em desvantagem, as limitações de que padecem chegam a ser confrangedoras. O penúltimo colocado da Liga tem um futebol desanimado e rudimentar.

 

 

© Daylife

 

O segredo do Benfica? Uma amnésia generalizada

 

Ora, se o segredo para a felicidade é uma má memória, como alguns defendem, não é desajustado acreditar que este Benfica sofre de amnésia. Os homens da Luz parecem não estar lembrados do passado recente, que tão avarento lhes foi. Em Matosinhos, por exemplo, perderam na época passada rumo ao sonho da taça e empataram para a liga, como já tinham feito numa visita anterior.

 

Esse é um dos méritos de Jorge Jesus. O treinador conseguiu limpar o dramatismo das últimas épocas e incutiu um altíssimo nível de auto-confiança nos jogadores. Sem fazer um jogo intenso, inspirado ou até esmagador, o Benfica marcou quatro golos num relvado onde o F.C. Porto deixara, há duas semanas, dois pontos.

 

O líder do campeonato soube ler as limitações gritantes do Leixões, fez da sorte o motor de arranque - no remate para golo de Éder Luís a bola desvia num matosinhense - e explorou até ao tutano a grande noite de Di María. O argentino indicou o caminho e o séquito encarnado seguiu-lhe as pisadas.

 

© Daylife 

 

Um génio chamado Di María

O Leixões, já se disse, apostou dedos e anéis no empate. Entregou a alma na loja de penhores e ficou sem nada. Sem pontos, sem orgulho, sem moral. Di María de tudo se apossou. Na mais bela aparição da época, o internacional argentino mostrou que é, de facto, um executante de primeira água. Três golos brilhantes, três instantes de intuição, repentismo, critério. O rapaz é bom, muito bom.

 

E assim se preenche esta crónica de uma vitória anunciada. Falta sublinhar somente a estreia competente de Airton no lugar de Javi García e a exclusão de Pablo Aimar dos 18 eleitos. Ah, Di María teve um golo mal anulado, ainda com o marcador em branco. Mas o que interessa isso? O rapaz vingou-se com três golos e a certeza de que o céu está muito bem lá em cima.

In: Maisfutebol

 

 

 

Leixões: Diego; Nuno Silva, Joel, Fernando Cardozo, Bruno Gallo; Seabra, Fernando Alexandre, Paulo Tavares; Jean Sony, Pouga, Antunes.
Ainda jogaram: Nélson (Bruno Gallo, 6min), João Paulo (Antunes, 46min), Didi (Paulo Tavares, 70min).
Golos: -
Cartões Amarelos: Nélson (35min), João Paulo (48min).
Cartões Vermelhos: -

 

Benfica: Quim; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão; Ramires, Airton, Éder Luís, Di María; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: Carlos Martins (Éder Luís, 58min), César Peixoto (Saviola, 66min), Ruben Amorim (Airton, 70min).
Golos: Éder Luís (28min), Di María (59min, 76min, 87min).
Cartões Amarelos: Di María (23min), Fábio Coentrão (61min).
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

 

© Isabel Cutileiro

 

"Integrou-se perfeitamente na manobra do conjunto. Devia ter sido titular! (3)", In: Record

 

"Nos cerca dos 20' que jogou foi seguro a proteger a defesa, não tendo falhar visíveis. (5)", In: O Jogo

publicado por Frederica às 22:57
link do post | comentar
Sábado, 27 De Fevereiro,2010

É a hora de Ruben!

  • Antevisão - Liga Sagres


 

Oportunidade de mostrar serviço a médio defensivo.

 

 

 

Ruben Amorim deve ser o escolhido de Jorge Jesus para substituir Javi García como referência defensiva no meio-campo.

 

O futebolista espanhol foi susprenso pela Comissão Disciplinar com dois jogos de castigo por agressão a Valdomiro - falha Leixões e Paços de Ferreira -, algo que Ruben Amorim pode encarar como a opotunidade ideal para mostrar serviço como médio. O camisola 5 actuou apenas por três vezes como titular no meio-campo esta temporada: Naval e Hertha, sobre a direita, e Académica, como treinco, substituindo Javi García, no único encontro que o ex-Real Madrid esteve indisponível, por castigo. De resto, Ruben Amorim jogou este ano sobretudo como lateral, posição em que já foi titular por 12 vezes.

 

Airton é outra das opções, mas o facto de não ter cumprido ainda nenhum minuto, torna a sua escolha muito improvável, face à importância do jogo.

 

Além de deslocar Ruben Amorim para a posição de médio-defensivo, visto que no último jogo actuou na ala direita, Jorge Jesus deve proceder a duas mexidas, apostando em Quim e Ramires. (...)

 

FACTORES E NUMEROS

 

- Ruben Amorim tem sido utilizado por Jorge Jesus sobretudo como lateral-direito. O camisola 5 já foi opção em 12 desafios como titular nessa posição.

 

- O versátil futebolista contabiliza até ao momento 26 partidas disputadas, somando um otal de 1747 minutos.

 

- Em 2009/10, Ruben Amorim apenas conseguiu marcar por uma vez. O seu único golo foi ante o Leiria, na vitória por 3-0, na Luz.

 

In: O Jogo

publicado por Frederica às 17:29
link do post | comentar
Sexta-feira, 26 De Fevereiro,2010

Convocatória para a deslocação a Matosinhos

  • Antevisão - Liga Sagres

 

 

© Isabel Cutileiro

 

O  médio Ramires volta a ser opção para o treinador do Benfica, Jorge Jesus. O brasileiro cumpriu castigo frente ao Hertha Berlim e agora faz parte do late de 20 jogadores que vão ao Estádio do Mar, reduto do Leixões.

O espanhol Javi García não pode entrar nas contas de Jesus por estar a cumprir o primeiro de dois jogos de suspensão. Por este motivo, o técnico «encarnado» promoveu a chamada de Airton, reforço de Inverno, mas perfila-se a continuidade de Ruben Amorim no “onze”, ao invés da entrada do brasileiro.

O regresso do central Miguel Vítor aos eleitos constitui outra novidade da lista de convocados.

No treino desta sexta-feira, Jorge Jesus preparou a deslocação a Matosinhos com todo o plantel à disposição.

LISTA DE CONVOCADOS


Guarda-redes: Quim e Júlio César;
Defesas: Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Miguel Vítor, Sidnei e César Peixoto;
Médios: Ramires, Ruben Amorim, Airton, Fábio Coentrão, Carlos Martins, Aimar e Di María;
Avançados: Saviola, Cardozo, Nuno Gomes, Alan Kardec e Éder Luís.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 19:55
link do post | comentar

David Luiz entrevista Ruben Amorim na Gala de Aniversário do Benfica

  • Fora das quatro linhas

 

 

 

A desconcentração foi a nota dominante da gala. David Luiz não resistiu , por exemplo, a desempenhar o papael de jornalista, realizando uma entrevista a Amorim, a quem tratou por "mano".

 

"Não sou amigo dele!", gracejou logo de início Ruben. David convidou o apresentador de serviço a retomar a condução dos trabalhos, porque "a comida estava a arrefecer". "Mas quem é você afinal? Ah, o Ruben Amorim...", atirou o central em jeito de despedida (...)

 

In: Record

(adaptado)

publicado por Frederica às 18:54
link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 25 De Fevereiro,2010

Ruben Amorim faz de Javi García

  • Antevisão - Liga Sagres

 

 

© Isabel Cutileiro

 

Ruben Amorim é, neste momento, o grande candidato a jogar no lugar habitualmente ocupado por Javi García, suspenso por 2 jogos, devido ao sumaríssimo instaurado após o encontro entre o Benfica e o V. Guimarães. O espanhol, de 23 anos, vai falhar a deslocação a Matosinhos, no próximo sábado, e a receção ao Paços de Ferreira, marcada para 7 de março e o sucessor do ex-Real Madrid no onze parece estar encontrado, apesar de existirem outras opções válidas no grupo benfiquista.

 

Uma delas é Airton. O brasileiro, de 20 anos, foi contratado ao Flamengo no mercado de inverno e, ao contrário do que aconteceu com os compatriotas Kardec e Éder Luís, que chegaram na mesma altura, ainda não teve oportunidade de se estrear de águia ao peito. Mais: o médio não chegou sequer a sentar-se no banco de suplentes, apesar de já ter integrado convocatórias para alguns encontros.

 

Amorim tem clara vantagem sobre o companheiro de equipa. Aliás, Jesus não esconde a admiração que por ele nutre, até por se tratar de um elemento que pode desempenhar várias funções em campo. Além de jogar na ala direita, seja na defesa ou no meio-campo, o português, de 25 anos, tem ainda características para atuar à frente do quarteto defensivo, sendo isso que lhe está reservado para os próximos desafios.

 

Rara aparição

 

Airton tem as características certas para render Javi, mas, para já, deverá apenas sentar-se no banco de suplentes. Jogar, isso, deverá ficar para depois. O médio-defensivo só uma vez se mostrou a Jesus e num jogo-treino, frente ao Fátima.

 

Note-se que mesmo Kardec e Éder Luís foram utilizados na Liga Intercalar, como aconteceu a 6 de janeiro, frente ao Mafra, ao contrário de Airton, que não foi opção.

 

Os adeptos continuam, assim, a aguardar pela hora de verem o canarinho em ação. Mas ainda não será desta. Amorim está na frente nesta corrida ao lugar de Javi, que só regressa aos relvados para a Liga Europa a 11 de março. No campeonato, o espanhol só pode jogar dia 14, frente ao Nacional, na Choupana.

 

In: Record

publicado por Frederica às 18:48
link do post | comentar
Quarta-feira, 24 De Fevereiro,2010

Numa fabulosa exibição de R. Amorim, o Benfica segue para os oitavos

  • Crónica

 

 

© Daylife

 

Até ao final da temporada, muitas das crónicas de jogo do Benfica poderão começar como esta. «Não foi a melhor exibição da época, mas...». É verdade. Os encarnados já tiveram melhores dias, mas os dias de hoje não são assim tão maus quanto isso. O conjunto de Jorge Jesus venceu, apurou-se e teve, aqui e ali, bons momentos de futebol. Do outro lado estava uma das piores equipas da Alemanha esta época, que o provou em campo nas duas mãos. Os portugueses não têm culpa, mas também não há motivo para euforias exageradas. Apesar do 4-0.

 

Quando, aos 13 minutos, Drobny segurou a bola alguns segundos na sua grande área, com a desvantagem na eliminatória trazida de Berlim (1-1), percebeu-se claramente qual a missão dos alemães. Segurar o 0-0 e aproveitar um acidente para chegar ao golo que lhes garantisse a presença nos oitavos-de-final da Liga Europa. É verdade que, tirando os fogos criados pela irreverência, por vezes inconsequente, de Di María, o jogo até estava a correr bem aos visitantes. O Benfica ainda não fizera mossa e tinha dificuldades em carregar no acelerador, porque a pista era demasiado curta. O Hertha aproximava o máximo que podia a defesa do grande círculo e aí, nesse território, cerrava fileiras. Em 25 metros ficavam encarceradas os três sectores da equipa: defesa, meio-campo e ataque.

 

© Daylife

 

A equipa de Jorge Jesus não foi o cilindro compressor que os adeptos certamente queriam nos primeiros vinte minutos e chegou a pairar sobre o relvado o espectro de mais uma exibição menos conseguida. A verdade é que, a um ritmo diferente e com um futebol mais tricotado, o Benfica chegou ao seu golo. No minuto 24, Di María colocou a bola em Saviola sobre a direita e este viu, como muitas vezes, Aimar como a sua sombra. Na área, o 10 torneou Von Bergen e rematou cruzado para a primeira explosão. Com o 1-0, os encarnados também encontraram o batimento cardíaco correcto para chegar ao destino. Três minutos depois, Aimar teve um passe fantástico para Saviola e o «conejo» cruzou como lhe era pedido para a emenda. A bola passou por Drobny, mas Cardozo não chegou.

 

O primeiro remate do Hertha apareceu logo depois, aos 27, por Kringe. Foi o primeiro sinal de que algo nos alemães tinha mudado. Aos 33, Júlio César negou, com uma defesa tão aparatosa como vistosa, o golo a Raffael, que logo a seguir voltou a tentar de longe para uma defesa mais tranquila do brasileiro. Pelo meio, Cardozo ainda cabeceou fraco após grande entendimento entre Di María e Coentrão, mas o cruzamento difícil exigia uma elasticidade que o paraguaio não tem. A primeira parte terminaria com mais dois lances para golo: a trave negou a festa a Saviola, aos 39 minutos, após Javi García mostrar-se um dos mais inteligentes em campo e servir o cruzamento canhoto de Maxi; Amorim, aos 43, acertou nas malhas, servido por Cardozo.

 

© Daylife

 

O Benfica entrou para a segunda parte, com a consciência de que se não cometesse erros estava nos «oitavos», mas também que se acelerasse mais um pouco o jogo acabava antes de tempo. Bastaram quatro minutos para que Di María e Cardozo servissem aos colegas uma maior dose de tranquilidade. Jogada do argentino pela esquerda, com bom cruzamento a passar por Drobny. Cardozo cabeceou fácil para redes desertas. Estava feito, os encarnados já podiam festejar descansados e gerir o jogo até ao fim. Ou então acelerar ainda mais. Javi e Cardozo, com o «bis», já apenas confirmariam que a diferença entre as duas equipas é bem maior que dois golos.

In: Maisfutebol

 

© Daylife

 

Benfica: Júlio César; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão; Javi García; Ruben Amorim, Pablo Aimar, Di María; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: Carlos Martins (66min), César Peixoto (Saviola, 69min), Nuno Gomes (Di María, 74min).
Golos: Pablo Aimar (25min), Cardozo (48min, 62min), Javi Garcia (59min).
Cartões Amarelos: -
Cartões Vermelhos: -

 

Hertha Berlim: Jaroslav Drobny; Lukasz Piszczek, Steven Von Bergen, Arne Friedrich, Florian Kringe; Janke, Cícero; Patrick Ebert, Raffael, Maximillian Nicu; Adrian Ramos.
Ainda jogaram: Theoganis Gekas (Raffael, 63min), Wichniarek (Adrian Ramos, 63min), Pejcinovic (Lukasz Piszczek, 72min).
Golos: -
Cartões Amarelos: Arne Friedrich (14min), Steven Von Bergen (75min).
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

© Carlos Rodrigues

 

"Sem a capacidade de explosão de Di María, tem como aliada a inteligência posicional. Sabia onde colocar a bola e fê.lo quase sempre bem. (3)", In: Record

 

"Não tem a verticalidade de Ramires, é verdade, mas esteve sempre certinho e foi uma mais-valia. Ainda teve o golo no pé... esquerdo, mas acabou por atirar ao lado (43'). (7)", In: O Jogo

 

  • Declarações

 

© Isabel Cutileiro

 

Ruben Amorim admitiu que gostou de jogar a médio na vitória frente ao Hertha (4-0), para a Liga Europa, mas que está pronto para alinhar onde o técnico Jorge Jesus quiser.

«Quero é ajudar o Benfica. Terei tempo para pensar em mim quando alcançarmos os nossos objectivos. Sou médio e vou continuar a ser médio, mas se a equipa precisar de mim como defesa vou responder», afirmou Ruben Amorim, em declarações à Sporttv.

Depois do empate na Alemanha, o médio reconheceu que esperavam mais dificuldades: «Sabíamos que era um jogo difícil, mas penso que trabalhamos bem e resolvemos alguns problemas que tivemos em Berlim.»

O Benfica na etapa complementar apontou 3 golos, mas Ruben Amorim não considera que tivesse sido a melhor segunda parte da época: «Penso que não. Julgo que já fizemos outras segundas partes muito boas, mas com o desenvolver do resultado vamos ganhando confiança e tudo se torna mais fácil.»

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 20:38
link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 22 De Fevereiro,2010

Lista de convocados para o jogo da 2ª mão com o Hertha de Berlim

  • Antevisão - Liga Europa

 

 

© Isabel Cutileiro

 

A ausência de Ramires, castigado, e o regresso de Fábio Coentrão, após lesão, são os principais destaques na lista de convocados do Benfica para o jogo de amanhã (17 horas) com o Hertha de Berlim, encontro da segunda «mão» dos 16-avos-de-final da Liga Europa que vai decorrer no Estádio da Luz.

Em relação ao jogo da primeira «mão» - empate a uma bola em Berlim – destaque ainda para o regresso de Sidnei e para as saídas de Moreira, Miguel Vítor, Airton e Weldon.

LISTA DE CONVOCADOS


Guarda-redes: Quim e Júlio César.
Defesas: Maxi Pereira, Sidnei, Luisão, David Luiz e César Peixoto.
Médios: Javi Garcia, Carlos Martins, Ruben Amorim, Di María, Pablo Aimar e Fábio Coentrão e Felipe Menezes.
Avançados: Saviola, Cardozo, Éder Luís, Alan Kardec e Nuno Gomes.

In: A Bola

publicado por Frederica às 21:19
link do post | comentar
Sexta-feira, 19 De Fevereiro,2010

Sem vencer, Benfica traz vantagem para Portugal (1-1)

  • Crónica

 

 

© Daylife

 

Ainda não foi desta que o Benfica festejou uma vitória na Alemanha! Di María voltou a marcar em solo germânico (pela terceira vez), e deu sinais de que o trauma ia ser ultrapassado, mas um autogolo de Javi García negou esse cenário.

 

O Benfica conseguiu um resultado claramente positivo, com vista à passagem aos oitavos-de-final da Liga Europa, mas a postura demasiado passiva e cautelosa desperdiçou uma bela ocasião para conseguir um triunfo inédito.

 

Quando marcar dois golos não chega...

 

Quando Di María inaugurou o marcador, logo aos quatro minutos, após um belo passe de Carlos Martins, a tarefa do Benfica parecia ainda mais simplificada. Puro engano. A equipa de Jorge Jesus adoptou uma postura excessivamente cautelosa, e permitiu que o Hertha não só recuperasse a desorientação inicial, como ainda adquirisse capacidade para discutir o resultado.

 

 

© Daylife

 

Mesmo sem mostrar grande qualidade (que não tem), a equipa alemã conseguiu chegar ao empate aos 33 minutos, beneficiando de um lance infeliz de Javi García, que desviou um cruzamento para a sua própria baliza.

 

No início do segundo tempo fica por assinalar uma grande penalidade a favor do Benfica, por falta sobre Ramires (53m), mas a equipa portuguesa voltou do intervalo com a mesma falta de chama. O Hertha ia acreditando que podia vencer, sobretudo depois de Nicu ter enviado uma bola ao poste (56m).

 

Insatisfeito, Jorge Jesus lançou Aimar e Felipe Menezes (saíram Carlos Martins e Ramires). O Benfica voltou a controlar as operações, mas revelando sempre pouco acerto no passe e fraca inspiração no ataque. Já perto do fim o técnico encarnado deu sinal à equipa que a prioridade era segurar o empate, fazendo entrar Miguel Vitor para o lugar de Saviola, e essa missiva foi seguida com sucesso.

In: Maisfutebol

 

© Daylife

 

Hertha Berlim: Jaroslav Drobnv; Lukasz Piszczek, Arne Friedrich, Steven Von Bergen, Kobiashvili; Patrick Ebert, Janker, Cícero, Maximilian Nicu; Raffael, Andrian Ramos.
Ainda jogaram: Florian Kringe (Maximilian Nicu, 61min), Theofanis Gekas (Raffael, 88min).
Golos: Javi García (33min, p.b.)
Cartões Amarelos: -
Cartões Vermelhos: -

 

Benfica: Júlio César; Ruben Amorim, Luisão, David Luiz, César Peixoto; Javi García; Ramires, Carlos Martins, Di María; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: Pablo Aimar (Carlos Martins, 63min), Felipe Menezes (Ramires, 63min), Miguel Vítor (Saviola, 82min).
Golos: Di María (4min).
Cartões Amarelos: César Peixoto (24min), Ramires (44min), Júlio César (75min).

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

© Daylife

 

"Um erro defensivo perante Nicu na 1.ª parte possibilitou o primeiro lance de perigo dos germânicos. Após o intervalo ainda se aventurou menos no ataque. (2)", In: Record

 

"Voltou a ser adaptado a lateral-direito e não deu conta do recado. O Hertha observou as dificuldades do habitual médio e apostou no ataque pelo lado direito da defesa encarnada. Uma noite não. (4)", In: O Jogo

 

  • Declarações

 

«Polivalência tem sido mais uma desvantagem»

 

© Daylife

 

Ruben Amorim assume que não lhe agrada o facto de alternar constantemente entre a utilização a meio-campo e no lado direito da defesa. O jogador do Benfica acredita mesmo que essa polivalência lhe tem sido prejudicial.

 

«Não tem sido uma vantagem. Tem sido mais uma desvantagem do que uma vantagem», disse o jogador, após o empate a uma bola com o Hertha de Berlim, na primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa.

 

«Foi um jogo complicado. Penso que começámos bem, fizemos o mais difícil, que foi marcar um golo fora. Tivemos uma infelicidade, mas está tudo em aberto para a segunda mão. O Benfica é favorito por jogar em casa», acrescentou o jogador português, em Berlim.

In: Maisfutebol

 

publicado por Frederica às 18:33
link do post | comentar
Quarta-feira, 17 De Fevereiro,2010

Lista de convocados para a deslocação até Berlim

  • Antevisão - Liga Europa

 

 

© Isabel Cutileiro

 

Jorge Jesus convocou 22 jogadores para a deslocação a Berlim, onde o Benfica defronta quinta-feira o Hertha, na 1.ª mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa. O jovem Fábio Coentrão é a grande baixa na equipa benfiquista, devido a uma mialgia na região glútea direita, que o obrigou esta terça-feira a corrida e trabalho de ginásio.

 

De fora dos eleitos do técnico encarnado fica também o central Sidnei, que ainda não está totalmente recuperado da mialgia na coxa esquerda que o tem impedido de dar o seu contributo à equipa nas últimas semanas.

 

LISTA DE CONVOCADOS

 

Guarda-redes: Quim, Júlio César e Moreira.

Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor, David Luiz e César Peixoto.

Médios: Javi Garcia, Ramires, Airton, Ruben Amorim, Carlos Martins, Di María, Pablo Aimar e Felipe Menezes.

Avançados: Saviola, Cardozo, Nuno Gomes, Alan Kardec, Éder Luís e Weldon.

 

In: Record

publicado por Frederica às 19:29
link do post | comentar



Uma iniciativa criada a 9 de Outubro de 2008 com o objectivo de todos os fãs/adeptos poderem mandar a sua mensagem ao Ruben juntou mais de 50 comentários com opiniões diversas e pessoais, as quais agradecemos desde já e que poderá ver AQUI. Devido a actualizações (quase) diárias, o mesmo foi desaparecendo aos poucos e deixando de ser principal notícia no Blog. Não querendo deixar a oportunidade de o Ruben saber e ler a vossa opinião, visto que é visitante deste espaço dedicado a ele, poderá sempre mandar uma mensagem para AQUI.




«Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que voces têm dado ao Benfica e principalmente a mim. Sinceramente não tenho muito jeito para estas coisas mas também não existem palavras para dizer a força que me transmitem quando leio o que escrevem. Dito isto quero que me desculpem mas tenho de mandar um beijo especial à Frederica e espero um dia estar à altura da imagem que tu tens de mim.
Em breve terei um site e quero que saibas que terás um papel bastante activo nele.. Isto se quiseres, claro. Desculpem não ser de muitas palavras mas mais uma vez OBRIGADO.
Ruben Amorim»
26 de Março de 2009




• Nome Completo:
Ruben Filipe Marques Amorim
• Clube Actual:
Sporting Clube de Braga (emp. SLB)
• Data de Nascimento:
27 de Janeiro de 1985
• Idade:
27 anos
• Local de Nascimento:
Lisboa, Portugal
• Altura:
1,80m
• Peso:
77kg
• Posição:
Médio
• Camisola:
Número 5



• Percurso:
Camadas Jovens Sport Lisboa e Benfica, CAC Pontinha, Ginásio de Corroios, Belenenses, Sport Lisboa e Benfica, Sporting de Braga (actual, por empréstimo)
• Estreia na 1ª Divisão:
14 de Dezembro de 2003
Belenenses 2 vs 0 Alverca
1 minuto
• Treinador que o lançou: Vladislav Bogicevic
• Internacionalizações: Sub-19, Sub-21, Portugal B, Portugal
• 100º Jogo:
27 de Setembro de 2008
Benfica 2 vs 0 Sporting
45 minutos
• Antes do futebol:
Ruben começou por ser guarda-redes de hóquei de patins mas aos 9 anos optou pelo futebol de onze.




• Campeonato Nacional: 09/10 (SL Benfica)
• Taça da Liga: 08/09; 09/10 (SL Benfica)
• Eusébio Cup: 2009/2010 (SL Benfica)
• Torneio Cidade Guimarães: 08/09; 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Torneio de Amesterdão: 09/10 (SL Benfica)
• Torneio Guadiana: 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Albufeira Summer Cup: 10/11 (SL Benfica)
• Canada National Exhibition: 10/11 (SL Benfica)
Prémios Individuais:
• Jogador Jovem do Mês: Dezembro 2007 (Belenenses)


Photobucket
(clique para aumentar)
© RuiCosta_10

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral









AQUI poderá aceder a mais vídeos sobre Ruben Amorim, numa conta feita pela organização do Blog, onde se reunem golos, jogadas, conferências de imprensa e outros momentos.