Sábado, 31 De Julho,2010

Benfica bate Feyenoord com erro e golo de Ruben Amorim

  • Crónica
  • 


 

© Desporto SAPO

 

O Benfica começou da melhor maneira a defesa do Torneio do Guadiana, ao golear o Feyenoord, por 4-1, com golos de Cardozo, Felipe Menezes e Ruben Amorim. Pelos holandeses, marcou Smolov.

 

Com uma entrada nada consentânea com os desígnios do Benfica de Jorge Jesus, os encarnados foram surpreendidos pelos holandeses, que dominaram o jogo nos primeiros 25 minutos. Nesse período, marcaram um golo logo aos quatro, aproveitando um mau atraso de Ruben Amorim que isolou Smolov, não tendo este dificuldade em bater Roberto com um remate rasteiro, junto ao poste esquerdo. Os holandeses dominavam por completo, com muita dinâmica no meio-campo, trocando muito bem a bola e desorientando os encarnados, que tinham muitas dificuldades em pegar no jogo, e sem fazer a pressão alta que Jesus tanto gosta e quer. Assim, viu-se um Benfica «a cheirar a bola» correndo atrás dos holandeses, que, diga-se, dominavam mas também não criavam muito perigo. Mas não deixavam os encarnados pegar no jogo. Além do golo, só por uma vez Roberto passou por dificuldades, mas resolveu com os pés, uma entrada perigosa de um adversário, pela esquerda. Na sequência, Sidnei aliviou e a bola rebentou.

 

E foi com uma Jabulani nova que o Benfica «entrou» no jogo, com uma alteração efectuada por Jesus, que foi preponderante: três minutos antes, trocara as posições de Coentrão com Peixoto, dando mais profundidade ofensiva, e velocidade de execução no último terço, contagiando o resto da equipa, que, a partir daí, pareceu outra, obrigando os holandeses a recuarem, construindo situações de golo em catadupa, suficientes para irem para o intervalo com outro resultado. A mais flagrante oportunidade aconteceu aos 30 minutos, numa tabela entre David Luiz e Coentrão, com o brasileiro a rematar à barra da baliza de Mulder.

 

© Desporto SAPO

 

Para a segunda parte, Jesus fez quatro alterações. Saíram Javi, Aimar, Carlos Martins e Kardec, por troca com Airton, Ramires, Cardozo e Jara. Quatro substituições que deram continuidade à boa qualidade de jogo que o Benfica foi para intervalo. E foi com naturalidade que os encarnados empataram o jogo, por Cardozo, na sequência de uma jogada de Coentrão, pela esquerda.

 

As oportunidades apareciam com simplicidade, com Cardozo a acertar na barra aos 56 minutos, de cabeça, na sequência de um canto, para três minutos depois, David Luiz expressar a sua apetência para acertar nos ferros da baliza adversária, agora no poste esquerdo, com Saviola a recargar, com desvio do guarda-redes para canto. Pelo meio, tempo para Roberto brilhar, com espectacular defesa, desviando com uma palmada um remate de Biseswar, batendo a bola ainda na barra da baliza. E por este lance ficaram-se os holandeses.

 

E com Cardozo em campo aumentam as possibilidades de golo. Se a ele juntarmos Ramires, o caminho fica mais desbravado. Foi o que aconteceu aos 71 minutos, quando o brasileiro isolou o paraguaio, para colocar o Benfica em vantagem, que seria reforçada quatro minutos depois, com um golo de Felipe Menezes, num livre directo rasteiro. O festim continuou e Cardozo ofereceu a Ruben Amorim a oportunidade de se redimir do erro que deu o golo aos holandeses, passando a bola por cima de um adversário e timbrando o jogo com uma goleada.

In: Maisfutebol 

 

© Desporto SAPO

 

Benfica: Roberto; Ruben Amorim, Sidnei, David Luiz, Fábio Coentrão; Carlos Martins, Javi García, Aimar, César Peixoto; Saviola e Kardec.

Ainda jogaram: Ramires, Airton, Jara, Cardozo, Felipe Menezes, Luisão, Luís Filipe.

Golos: Cardozo (50min, 73min), Felipe Menezes (75min), Ruben Amorim (85min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

Feyenoord: Mudler; De Vrij, Ron Vlaar, André Bahia e De Cler; El ahmadi e Leroy Fer; Wijnaldum, Bruins e Biseswar; Smolov.

Ainda jogaram: Van Haarem, Castaign, Dani Fernández.

Golos: Smolov (4min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© Isabel Cutileiro

 

Record (3)

 

Começou a partida a ver Smolov passar por si em velocidade e a fazer o primeiro golo. Ontem, o internacional português não conseguiu disfarçar algumas dificuldades de adaptação mas acabou por realizar uma prestação positiva, coroada com o último tento do desafio... Tudo isto quando subiu no terreno do jogo.

 

O Jogo

 

Um erro fatal, a isolar Smolov, marcou em certa medida a sua actuação (Biseswar não lhe deu descanso), embora tenha readquirido a confiança suficiente para terminar o primeiro tempo em bom plano. Acabou a médio-esquerdo, numa segunda parte de enorme acerto coroada com o quarto golo, numa esécie de perdão pelo lapso inicial.

publicado por Frederica às 19:32
link do post | comentar
Quarta-feira, 28 De Julho,2010

Benfica vence (2-0) primeiro Albufeira Summer CUP, frente ao Sunderland

  • Crónica

 

© Desporto SAPO

 

O Benfica venceu (e convenceu) o Sunderland, por 2-0, na Albufeira Summer Cup. Cardozo e Carlos Martins marcaram os golos, numa exibição bem positiva dos encarnados.

 

Mudam os nomes mas a postura permanece inalterável. Jorge Jesus operou algumas mudanças no onze habitual desta pré-época, mas mantiveram-se os princípios de jogo, que não deram veleidades aos ingleses na primeira parte. Com uma defesa subida e os médios e avançados a pressionarem no meio-campo adversário, o Benfica mandou no jogo desde o inicio, jogando preferencialmente ao primeiro toque, os encarnados mantiveram os ingleses sempre muito distantes da baliza de Júlio César.

 

Sem alterações na defesa, Jorge Jesus mudou do meio-campo para a frente. Entraram Javi Garcia, Felipe Manezes, César Peixoto, Weldon, Jara e Cardozo, pouco utilizados de início nesta pré-época. Mesmo com tantas mudanças a estrutura do Benfica não vacilou e viu-se muitas jogadas bem elaboradas, pecando apenas na finalização.

 

Assim, aos oito minutos, Weldon pressionou Zenden ainda no meio-campo encarnado e na sequência de um livre favorável aos ingleses, criando a primeira situação de perigo para a baliza adversária, dando a Cardozo a hipótese de remate, que saiu por cima. Aos vinte e um minutos, Jones teve na cabeça a única situação aflitiva para a baliza de Júlio César, mas não acertou na baliza. O substituto de Roberto não efectuou uma única defesa na primeira parte. Cinco minutos depois, Cardozo rematou a meia volta mas a pontaria manteve-se desafinada. O que não aconteceu dois minutos depois, de cabeça, quando aproveitou um primoroso cruzamento de Fábio Coentrão, para, ao segundo poste, dar merecida vantagem no marcador. Entre os dois minutos anteriores, ficou também na retina, uma jogada ao primeiro toque entre Amorim, Menezes, Cardozo e Jara.

 

Antes do intervalo, os encarnados ainda desperdiçariam duas boas oportunidades para aumentarem a vantagem, por Weldon e Jara. O Benfica jogou bonito e os adeptos, que lotaram o recinto, gostaram do que viram.

 

© Desporto SAPO

 

Muitas alterações, mas o mesmo controlo

Jorge Jesus efectuou oito alterações ao intervalo, entrando os jogadores que têm sido mais utilizados nesta fase da preparação e o jogo manteve-se sempre controlado pela sua equipa. Moreira, que substituiu Júlio César na baliza manteve-se como mero espectador. As movimentações ofensivas da equipa continuaram a ter nota alta.

 

Kardec, aos cinquenta e oito minutos, falhou na finalização, depois de vistosa abertura de Fábio Coentrão. A intensidade de jogo no último período foi menor, mas o Benfica continuava a jogar bonito, mas com problemas por corrigir na finalização. Defensivamente correu melhor em relação aos últimos jogos, Moreira continuou a ser mero espectador no segundo período.

 

A superioridade do Benfica ficaria mais vincada perto do final, num portentoso remate de Carlos Martins de fora da área, que só parou dentro da baliza adversária. Momento individual fantástico numa exibição colectiva prometedora.

In: Maisfutebol

 

© Desporto SAPO

Benfica: Júlio César; Ruben Amorim, Sidnei, David Luiz, Fábio Coentrão; Felipe Menezes, Javi García, César Peixoto; Jara, Cardozo, Weldon.

Ainda jogaram: Moreira, Luís Filipe, Carlos Martins, Airton, Gaitán, Saviola, Kardec, Aimar, Fábio Faria, Nuno Gomes, Roderick.

Golos: Cardozo (30min), Carlos Martins (89min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

Sunderland: Mignolet; Angeleri, Ferdinand, Turner, Richardson; Al-Muhammadi, Henderson, Collback, Zenden e Malbranque; Jones.

Ainda jogaram: Waghorn, Campbell, Cattermole, Liddle.

Golos: -

Cartões Amarelos: Cattermole (88min).

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© Record

 

Record (3)

 

Voltou a desempenhar a função de lateral-direito de uma forma competente. Sem a dinâmica de Coentrão, ainda conseguiu criar perigo em jogadas de entendimento com Felipe Menezes.

 

O Jogo

 

Pendular até dizer chega, é sinínimo de sobriedade e aplicação. Em duas situações meteu a "quinta" e conseguiu desequilibrar.

publicado por Frederica às 18:03
link do post | comentar
Terça-feira, 27 De Julho,2010

Convocados para os Torneios no Algarve

  • Antevisão - Pré Época 2010/2011


 

© Isabel Cutileiro

 

O treinador Jorge Jesus divulgou esta segunda-feira a lista de convocados para os dois torneios que os campeões nacionais irão disputar no Algarve.

Para a Summer Cup e para o Torneio do Guadiana, o técnico “encarnado” vai contar com 25 jogadores. O Benfica defronta o Sunderland nesta terça-feira, dia 27 de Julho, para a Summer Cup, jogando depois na sexta-feira, dia 30, com o Feyenoord e no domingo, dia 1 de Agosto, com o Aston Villa para o Torneio do Guadiana.

Referir que os internacionais brasileiros Luisão e Ramires juntam-se ao grupo de trabalho no decorrer do estágio no Algarve.

LISTA DE CONVOCADOS

 

 

In: SLBenfica


Guarda-redes: Moreira, Roberto, Júlio César e Oblak;
Defesas: Fábio Faria, Roderick, Luís Filipe, David Luiz, César Peixoto, Sidnei e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Ruben Amorim, Javi Garcia, Aimar, Felipe Menezes, Carlos Martins, Gaitán e Balboa;
Avançados: Cardozo, Jara, Weldon, Nuno Gomes, Saviola e Kardec.

publicado por Frederica às 12:46
link do post | comentar
Domingo, 25 De Julho,2010

Benfica apresenta-se e vence (3-1) Mónaco

  • Crónica


 

© Maisfutebol

 

Jorge Jesus teve a prenda da vitória no dia do seu 56º aniversário, mas os adeptos não saíram totalmente contentes neste sábado do Estádio da Luz. Os campeões nacionais apresentaram-se em festa, perante 40.777 espectadores, mas o desempenho da equipa no triunfo por 3-2 diante do Mónaco revelou que há mais trabalho a fazer para acertar de vez o jogo.

 

Num esquema de 4x4x2, o Benfica mostrou algumas dificuldades em organizar-se. Pablo Aimar e Carlos Martins trabalharam bem na recuperação de bolas a meio-campo, com o internacional português a tentar por várias vezes a sua sorte com remates de fora da área. Porém, a distribuição de jogo não correu da melhor forma e contaram-se passes a mais falhados pelos encarnados no miolo do terreno. O reforço Gaitán também não brilhou.

 

Na frente, Saviola foi superior a Kardec. O argentino fez levantar o estádio e esteve perto de marcar por duas vezes: primeiro, com um remate da zona frontal, após passe de Aimar, depois, dentro da área com um chapéu que Ruffier acabou por sacudir a tempo.

 

© Maisfutebol

 

Não marcou Saviola, acertou Airton. À meia hora de jogo, o médio respondeu a um canto de Aimar com um cabeceamento certeiro ao segundo poste. Mas o desacerto encarnado não mostrou grandes melhoras e, aos 42 minutos, após um mau atraso de Carlos Martins, o avançado Sagbo aproveitou para passar pelo central Sidnei e fazer o empate com facilidade. Já nos descontos, uma falta de César Peixoto sobre Niculae na grande-área resultou num penalty para os franceses, que saíram a ganhar para o intervalo.

 

Entrada de rompante e cheirinho a Mundial

 

A segunda parte começou a todo o gás para o Benfica, que acalmou um pouco os adeptos descontentes, e logo com dois golos. Numa jogada individual, Aimar rasgou pelo meio-campo e assinou o segundo da noite com um belo remate de meia distância. O terceiro golo encarnado teve a assinatura de dois «mundialistas»: assistência de Fábio Coentrão na esquerda da área para remate de Cardozo.

 

Jorge Jesus aproveitou para rodar a equipa, mas os adeptos despediram-se da Luz sem ver o reforço Jara. Mantorras e o guarda-redes Oblek também ficaram no banco.

In: Maisfutebol

 

© Maisfutebol

 

Benfica: Roberto; Ruben Amorim, Sidnei, David Luiz, César Peixoto; Carlos Martins, Airton, Aimar, Gaitán; Kardec, Saviola.

Ainda jogaram: Moreira, Júlio César, Javi Garcia, Cardozo, Felipe Menezes, Fábio Coentrão, Weldon, Nuno Gomes, Luís Filipe, Fábio Faria.

Golos: Saviola (30min), Aimar (49min), Cardozo (60min).

Cartões Amarelos: César Peixoto (45min).

Cartões Vermelhos: -

 

Mónaco: Ruffier; Adriano, Mongongu, Hansson, Bulot; Coutadeur, Mangani; Aubameyang, Niculae, Malcuit; Sagbo.

Ainda jogaram: Lolo, Nkoulou, Alonso, Chu Young Park, Gosso, Dennis Appiah, Gakpe.

Golos: Sagbo (42min), Mongongu (45min, g.p.).
Cartões Amarelos: Coutadeur (45min), Adriano (45min).

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© A Bola 

Record (2)

 

Algumas facilidades cometidas no lance do segundo golo do Mónaco e sintomas de melhoria na segunda parte, com duas incursões vistosas.

 

O Jogo

 

Ainda longe da forma que levou Jorge Jesus a apostar nele durante grande parte da última época, começou a lateral-direito, resguardando-se um pouco do jogo, raramente ou nunca com capacidade física para se aventurar em terrenos avançados. Após saída de Aimar, passou para médio, mas deixou as mesmas indicações: tem de recuperar rapidamente a melhor forma. De uma perda de bola sua nasceu o segundo tento da equipa monegasca.

 

  • Fotos exclusivas BLOGS RUBENAMORIM


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Frederica às 20:00
link do post | comentar
Segunda-feira, 19 De Julho,2010

Goleada faz conquistar mais um Torneio Cidade de Guimarães

  • Crónica


 

© Maisfutebol

 

Classe no meio campo, acerto no ataque e um problema na baliza. A frase resume todo o futebol do Benfica esta noite em Guimarães. Venceu, acrescente-se, venceu com a justiça que um 3-5 sempre confere, a espaços foi brilhante mas não conseguiu tirar as preocupações da cabeça dos adeptos. É que na baliza parece estar a nascer um problema bicudo. Mas já lá vamos.

 

Ao contrário do jogo com o Groningen, a partida frente ao V. Guimarães foi bastante agradável de se seguir. A entrada em jogo do Benfica foi avassaladora. O Vitória errava no meio campo e o ataque, comandado, hoje, por Aimar e Saviola, e com Kardec na pele de matador fazia-os pagar. Com a frieza que um tento aos 6 minutos e outro aos 9 dá. Kardec marcou o primeiro e assistiu Saviola para o segundo. A noite de sonho do brasileiro estava só a começar.  

 

Do céu, passemos ao inferno. Roberto tinha acabado de efectuar uma defesa digna de registo e já estava, de novo, na lama. Nos anteriores jogos já tinha dado a entender que não é muito seguro nas bolas aéreas. Nunca lhe tinham feito pagar por isso, mas hoje o cenário mudou. Primeiro perde um duelo com Edgar e vê Valdomiro empurrar para o 1-2. Não seria acto sem repetição. Na segunda parte, já com o Benfica a golear por 1-4, volta a falhar num lance aéreo. Agora foi Douglas a empurrar. Começa a ser um caso sério de preocupação. Tem de readquirir rapidamente os níveis de confiança, ainda para mais quando falamos de um jogador que tem estampado no rosto o preço que custou.

 

© Maisfutebol

 

Entre os erros de Roberto, os «golaços» de Jara e Martins

 

Já Kardec tinha feito o 1-3 e antes do segundo golo do Vitória, o Benfica fez o primeiro «golaço» da noite. O reforço Franco Jara recebeu uma bola à entrada da área e não teve problemas em chutar. A bola desferiu um efeito certeiro, indefensável para Serginho, mas correctamente direccionada com a baliza.

 

Depois, Carlos Martins, que tinha vindo, também ele, a realizar uma boa exibição, embalado pelo conhecimento que tem da forma de jogar dos colegas, fez o segundo «golaço». Ficará sempre a dúvida se a intenção do médio era atirar à baliza e não é descabido pedir um pouco mais a Serginho. Mas, o seu a seu dono, é mais um grande golo de Carlos Martins.

 

E assim se encerrou a disputa. O V. Guimarães, que está a construir uma equipa bem interessante para a nova época, ainda tentou um novo alento, mas só conseguiu reduzir sob o apito final, de novo por Valdomiro. Registo para o acerto mostrado pelos vitorianos nas contratações esta temporada. Pelas primeiras amostras, Edson, Faouzi, Maranhão e Bebé são descobertas interessantes. De Edgar, Ricardo, João Ribeiro e, mesmo, do não utilizado William, já se sabe o que esperar. Perspectivam-se novas conquistas, assim a equipa de Manuel Machado ganhe o acerto defensivo que se deseja e o entrosamento dos, muitos, novos reforços.

 

Para a história fica o primeiro troféu de pré-temporada ganho pelo Benfica. É o terceiro Torneio de Guimarães consecutivo que vai para a posse das águias.

 

In: Maisfutebol

 

© Maisfutebol

 

V. Guimarães: Serginho; Alex, Ricardo, Valdomiro e Anderson Santana; Flávio Meireles, Edson, Maranhão e Faouzi; Bebé e Edgar
Ainda jogaram: Bruno Teles, Douglas, Rui Miguel, Pereirinha, João Ribeiro, Custódio e João Alves.

Golos: Valdomiro (34min e 90min), Douglas (63min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

Benfica: Roberto; Ruben Amorim, David Luiz, Sidnei e César Peixoto; Airton, Carlos Martins, Gaitán e Aimar; Alan Kardec e Saviola.
Ainda jogaram: Javi Garcia, Jara, Felipe Meneses, Weldon e Luís Filpe
Golos: Alan Kardec (7min, 49min), Saviola (9min), Jara (56min) e Carlos Martins (70min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© Daylife

  

Record (3)

 

O pulmão não deu obviamente para grandes floreados. Acusou o esforço despendido anteontem, frente ao Groningen, assinando uma exibição mais discreta. Jesus concedeu-lhe a lateral e ele preferiu não arriscar, limitando-se preaticamente a guardar o perímetro e pouco se aventurando em termos ofensivos.

 

O Jogo

 

Na pele de lateral-direito, posição que experimentou diversas vezes na época anterior, mostrou a Jorge Jesus e ao resto da "nação" benfiquista que continua bem e recomenda-se. O Mundial não lhe fez mal nenhum.

 

publicado por Frederica às 20:51
link do post | comentar
Domingo, 18 De Julho,2010

Capitão Ruben Amorim regressa no empate com o Groningen

  • Pré-Época 2010/2011 - Crónica


 

© Maisfutebol

 

Não deslumbrou, mas seria suficiente não fosse a estranha permeabilidade na defesa. O Benfica entrou a empatar no Torneio de Guimarães com os holandeses do Groningen por 3-3, num jogo típico de pré-temporada e que mostrou que a máquina encarnada ainda precisa de alguns ajustes defensivos, pese a falta de rotinas do quarteto defensivo utilizado por Jorge Jesus. Luís Filipe, Sidnei, Fábio Faria e César Peixoto jogaram de início, facto que não deve acontecer muitas vezes ao longo da época. Ainda assim, deveriam ter feito melhor.

 

Aos três minutos o Benfica já estava a perder. Foi por pouco tempo, é certo, mas o golo do Groningen deixou claro que a entrada das águias em Guimarães foi com o pé esquerdo. Carlos Martins perde uma bola em zona proibida, Tadic progride pela esquerda, passa Luis Filipe e tira um bom cruzamento a que Pedersen, depois de fugir a Fábio Faria, corresponde da melhor maneira.

 

Mas o Benfica rapidamente igualou. Jogada muito confusa (algo muito visto esta noite em Guimarães), com Kardec a tentar assistir Gaitán na esquerda, mas a acabar por colher os frutos do corte defeituoso de um defesa holandês. A bola caiu-lhe no pé direito e o brasileiro empatou. O relógio marcava os cinco minutos e a emoção da primeira parte já tinha terminado.

 

Mesmo que Jara até tenha estado perto do golo num remate algo fortuito. Mesmo que Gaitán tenha revelado bons pormenores, mesclados por erros, por ventura, por falta de entrosamento. Mesmo que Kardec tenha visto um golo seu mal anulado. Os últimos 40 minutos da primeira parte não passaram de um amontoado de boas intenções e uma intensidade a roçar o zero.

 

© Maisfutebol

 

Ao intervalo, percebendo que o Groningen, que já levava 90 minutos nas pernas do dia anterior, não estava para alterar a postura defensiva e o «deixa ver no que dá» no ataque, Jorge Jesus chamou a cavalaria. Javi García, David Luiz, Weldon, Felipe Meneses e Balboa foram os primeiros a saltar do banco. Seguiram-se-lhes a dupla argentina Aimar-Saviola. Antes disso, já o Benfica estava na frente do marcador, num «golaço» de Carlos Martins, como que a redimir-se do erro no tento holandês.

 

Parecia que o jogo tinha ficado por ali. Mas este era um filme ainda longe de acabar. Nas bancadas perguntava-se se o Groningen se tinha ido embora depois de marcar o golo aos três minutos. Os holandeses ouviram e trataram de responder. Metaj rematou forte à entrada da área e voltou a empatar, no segundo remate da equipa à baliza de Roberto.

 

Golpe duro para o domínio encarnado que Nuno Gomes, na primeira vez que toca na bola e um minuto depois de render Luís Filipe, tratou de corrigir. Boa jogada do Benfica, com assistência primorosa de Saviola para o avançado português, de cabeça, fazer aquele que seria o resultado final. Não foi. O derradeiro golpe nas águias estava reservado para o final, com Stenman a progredir pelo flanco do inadaptado Balboa, a cruzar mal, mas, face à passividade encarnada, o mesmo Stenman ainda foi a tempo de empurrar por baixo do corpo de Roberto um novo cruzamento, agora do outro lado, fechando o marcador.

 

Este domingo, os encarnados vão disputar com o V. Guimarães a vitória neste torneio, sendo que aos minhotos basta empatar.

 

© Maisfutebol

 

Benfica: Roberto, Luis Filipe, Sidnei, Fábio Faria e César Peixoto, Airton, Ruben Amorim, Gaitan e Carlos Martins, Jara e Kardec.
Ainda jogaram: Javi Garcia, Felipe Meneses, Weldon, Balboa, David Luiz, Saviola e Aimar 
Golos: Kardec (5min), Carlos Martins (58min) e Nuno Gomes (77min).

 
Groningen: Nienhuis, Hiariej, Ivens, Granqvist, Stenman, Kieftenbeld, Van de Laak, Metaj, Pedersen; Gonzalo Garcia e Dusan Tadic.

Ainda jogaram: Kunst, Danny Menting, Veldmate, Rijsdijk.
Golos: Pedersen (3min), Metaj (75min) e Stenman (89min).

 

  • Avaliações e Curiosidades


 

 

Record (3)

 

Ninguém esperaria uma exibição de encher o olho do capitão de ocasião, dada a atípica pré-temporada desde mundialista. Notou-se-lhe, como é óbvio, falta de pernas. O cérebro, esse, esteve sempre presente, o que lhe permitiu dar largas à visão de jogo.

 

O Jogo

 

Revelou o dinamismo habitual, distribuindo jogo com precisão, baralhando o adversário com incursões seguras e até tentando a sorte de meia-distância.

 

Ruben Amorim é o 3º capitão na pré-temporada

 

E ao quarto encontro desta pré-temporada, a braçadeira de capitão do Benfica mudou novamente de dono. Depois de Sidnei contra o Monthey, David Luiz frente ao Sion e ao Aris de Salónica, desta feita foi Ruben Amorim a assumir a tarefa de capitanear os colegas. O médio das águias não detinha esta reponsabilidade desde o final da época passada, quando a equipa fez uma digressão aos Estados Unidos e ao Canadá. Amorim é já dos mais antigos no Estádio da Luz...

 

In: Record

publicado por Frederica às 19:29
link do post | comentar
Sexta-feira, 16 De Julho,2010

Os objectivos de Ruben Amorim

  • Declarações

 

© Record

 

As metas dos encarnados para a próxima época estão traçadas: conquistar o campeonato nacional novamente, ir mais longe na Taça de Portugal e passar a primeira fase da Liga dos Campeões. Quem o assegura é Ruben Amorim que esta sexta-feira, antes da partida para Guimarães, falou sobre o futuro da equipa.

 

“O objetivo principal é sermos campeões outra vez. Queremos chegar mais longe na Taça de Portugal, que é uma prova com muito prestígio e onde o Benfica já não está na final há algum tempo e depois há a Liga dos Campeões, onde queremos fazer o melhor possível, que é passar a fase de grupos e depois logo se vê", afirmou à Benfica TV.

 

Sobre o Torneio Cidade de Guimarães que arranca já esta noite - o Benfica joga amanhã, com o Groningen e no domingo com os vimaranenses -, o médio dos encarnados destaca a vontade da equipa conquistar o troféu, mas acredita que as partidas deste fim-de-semana servem igualmente para "ganhar rotinas". "O principal objetivo é mostrar aos novos jogadores como jogamos e acho que vai ser muito bom para ganhar ritmo, principalmente para mim que cheguei há dois dias", assegurou.

 

O jogador do Benfica esteve no Mundial'2010 e já regressou ao trabalho, facto que não o preocupa: “Sempre fui um jogador que apanha o ritmo rapidamente, também já conheço os métodos de trabalho, não parei completamente, tive o cuidado de ir ao ginásio todos os dias, por isso não vai ser difícil."

 

In: Record

publicado por Frederica às 19:12
link do post | comentar

Ruben Amorim convocado para o Torneio de Guimarães

  • Pré-Época 2010/2011 - Antevisão


 

© Isabel Cutileiro

 

Ruben Amorim é a grande novidade na lista de convocados do Benfica para o Torneio de Guimarães. É o primeiro mundialista encarnado a regressar à competição, faltando ainda Maxi Pereira, Luisão, Ramires, Fábio Coentrão e Cardozo.

 

O Benfica irá defrontar o Groningen, amanhã, sábado, jogando depois frente ao V. Guimarães, domingo. O Torneio tem hoje início, com os minhotos a enfrentarem a a equipa holandesa.

 

LISTA DE CONVOCADOS

 

Guarda-redes: Moreira, Júlio César, Roberto e Oblak.

Defesas: Luís Filipe, David Luiz, Sidnei, César Peixoto, Fábio Faria e Rafael Costa

Médios: Airton, Ruben Amorim, Javi García, Balboa, Aimar, Carlos Martins, Felipe Menezes, Leandro Pimenta e Gaitán

Avançados: Saviola, Weldon, Alan Kardec, Jara e Nuno Gomes.

 

In: Record

publicado por Frederica às 18:40
link do post | comentar
Quarta-feira, 14 De Julho,2010

Jorge Jesus não quer perder Ruben

  • Fora das quatro linhas


 

 

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, afirmou no sábado, após o jogo com o FC Monthey (3-0) que está preparado para perder mais jogadores, além de Di María - rumou ao Real Madrid - caso a SAD entenda que precisa de o fazer, por motivos financeiros, mas há um jogador que o técnico tudo fará para manter sob as suas ordens: Ruben Amorim.

Perante o interesse assumido do Génova, cujos representantes estão em Portugal para tentar levar o médio do Benfica ou Miguel Veloso, do Sporting, Jorge Jesus já fez saber à SAD que considera Ruben Amorim um jogador fundamental no plantel encarnado e que não gostaria de o ver partir.

Nesse sentido, perante a primeira abordagem do emblema italiano, que já pescou em Portugal o guarda-redes Eduardo, o Benfica fez saber desde logo que só está disposto a perder Ruben Amorim por uma proposta considerada irrecusável.

De acordo com o jornal Gazzetta dello Sport, a SAD encarnada só admite conversar por uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Uma informação também confirmada pelo nosso jornal junto de fonte próxima do processo.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 21:57
link do post | comentar | ver comentários (3)



Uma iniciativa criada a 9 de Outubro de 2008 com o objectivo de todos os fãs/adeptos poderem mandar a sua mensagem ao Ruben juntou mais de 50 comentários com opiniões diversas e pessoais, as quais agradecemos desde já e que poderá ver AQUI. Devido a actualizações (quase) diárias, o mesmo foi desaparecendo aos poucos e deixando de ser principal notícia no Blog. Não querendo deixar a oportunidade de o Ruben saber e ler a vossa opinião, visto que é visitante deste espaço dedicado a ele, poderá sempre mandar uma mensagem para AQUI.




«Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que voces têm dado ao Benfica e principalmente a mim. Sinceramente não tenho muito jeito para estas coisas mas também não existem palavras para dizer a força que me transmitem quando leio o que escrevem. Dito isto quero que me desculpem mas tenho de mandar um beijo especial à Frederica e espero um dia estar à altura da imagem que tu tens de mim.
Em breve terei um site e quero que saibas que terás um papel bastante activo nele.. Isto se quiseres, claro. Desculpem não ser de muitas palavras mas mais uma vez OBRIGADO.
Ruben Amorim»
26 de Março de 2009




• Nome Completo:
Ruben Filipe Marques Amorim
• Clube Actual:
Sporting Clube de Braga (emp. SLB)
• Data de Nascimento:
27 de Janeiro de 1985
• Idade:
27 anos
• Local de Nascimento:
Lisboa, Portugal
• Altura:
1,80m
• Peso:
77kg
• Posição:
Médio
• Camisola:
Número 5



• Percurso:
Camadas Jovens Sport Lisboa e Benfica, CAC Pontinha, Ginásio de Corroios, Belenenses, Sport Lisboa e Benfica, Sporting de Braga (actual, por empréstimo)
• Estreia na 1ª Divisão:
14 de Dezembro de 2003
Belenenses 2 vs 0 Alverca
1 minuto
• Treinador que o lançou: Vladislav Bogicevic
• Internacionalizações: Sub-19, Sub-21, Portugal B, Portugal
• 100º Jogo:
27 de Setembro de 2008
Benfica 2 vs 0 Sporting
45 minutos
• Antes do futebol:
Ruben começou por ser guarda-redes de hóquei de patins mas aos 9 anos optou pelo futebol de onze.




• Campeonato Nacional: 09/10 (SL Benfica)
• Taça da Liga: 08/09; 09/10 (SL Benfica)
• Eusébio Cup: 2009/2010 (SL Benfica)
• Torneio Cidade Guimarães: 08/09; 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Torneio de Amesterdão: 09/10 (SL Benfica)
• Torneio Guadiana: 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Albufeira Summer Cup: 10/11 (SL Benfica)
• Canada National Exhibition: 10/11 (SL Benfica)
Prémios Individuais:
• Jogador Jovem do Mês: Dezembro 2007 (Belenenses)


Photobucket
(clique para aumentar)
© RuiCosta_10

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral









AQUI poderá aceder a mais vídeos sobre Ruben Amorim, numa conta feita pela organização do Blog, onde se reunem golos, jogadas, conferências de imprensa e outros momentos.