Sexta-feira, 24 De Setembro,2010

Ruben ausente dos convocados para o jogo na Madeira

  • Antevisão - Liga Zon Sagres, 6ª Jornada


 

© Isabel Cutileiro

 

A comitiva do Benfica já chegou à Madeira, onde este sábado defronta o Marítimo em jogo da sexta jornada da Liga. No avião não viajaram Ruben Amorim e Aimar, que são por isso baixa. O português tem uma tendinite e não treinou esta manhã, o argentino parecia recuperado e até trabalhava normalmente.

 

Ora por isso, Pablo Aimar é uma baixa de vulto, que deve obrigar ao desvio de Carlos Martins para o centro, abrindo uma vaga na direita do meio-campo. Também por isso, a notícia das recuperações de David Luiz e Fábio Coentrão são importantes, sobretudo o segundo que pode manter o lugar na esquerda do meio-campo.

 

O Benfica viajou, de resto, com vinte jogadores para a Madeira, incluindo o regresso do argentino Salvio (após debelar um problema físico que o afastou do derby) e do lateral Luís Filipe. A comitiva chegou ao Funchal, de resto, por volta das 17 horas, tendo à sua espera cerca de meia centena de adeptos encarnados.

 

David Luiz e Óscar Cardozo acabaram por ser os mais solicitados pelo caçadores de autógrafos, pelo que foram também os que mais tempo demoraram a percorrer o espaço até ao autocarro. O uruguaio foi mesmo o último a entrar no veículo. Antes deles, já tinha passado Rui Costa, sem prestar quaisquer declarações.

 

LISTA DE CONVOCADOS

 

Guarda-redes: Roberto e Moreira;
Defesas: Luís Filipe, Maxi Pereira, David Luiz, Luisão, Sidnei, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi Garcia, Filipe Menezes, Carlos Martins e Gaitán;
Avançados: Jara, Salvio, Cardozo, Nuno Gomes, Saviola e Kardec.

 

In: Maisfutebol

publicado por Frederica às 18:59
link do post | comentar

Ruben Amorim em tratamento

  • Treinos


 

 

Ruben Amorim não integrou o treino desta sexta-feira do Benfica. O médio fez apenas tratamento a uma tendinite rotuliana nos joelhos.

 

David Luiz, a recuperar de uma mialgia na face posterior da coxa esquerda, e Fábio Coentrão, a contas com traumatismo e entorse no tornozelo direito, voltaram a trabalhar de forma condicionada.

 

Balboa, em fase de recuperação de uma lesão no menisco externo do joelho direito, fez corrida, tratamento e trabalho de ginásio.

A lista de convocados para o jogo com o Marítimo (sábado, às 19 e 15) será apenas divulgada no dia do encontro.

publicado por Frederica às 18:09
link do post | comentar
Segunda-feira, 20 De Setembro,2010

Benfica vence Sporting numa noite em que o Óscar vai para... Cardozo

  • Crónica


 

© Daylife

 

No derby de todos os medos o mais corajoso foi Cardozo. O Tacuara pediu desculpas com golos e não com palavras de circunstância no final de uma partida. A Luz rendeu-se ao goleador das últimas épocas e a águia voou por fim! Voou sobre um leão ao qual faltaram garras. A um clube como o Sporting não basta ter a bola, é preciso ameaçar como um verdadeiro leão. Na primeira parte jamais o conseguiu, na segunda pouco o fez e saiu derrotado. Saiu porque hoje o rival encarnado é mais equipa, está mais crescido e afugentou os fantasmas das primeiras rondas. O derby encheu a autoconfiança da águia.

 

Do outro lado, Carlos Xistra, que tornou o emocionante jogo numa partida mais pobre, com faltas atrás de faltas vistas só pelo próprio, ou pelos assistentes, sem razão, sem ninguém entender. Foi a personagem triste do encontro, o mais defensivo de todos em campo. A jornada anterior, com outro protagonista, tinha sido demasiado escaldante para o juiz, que até começou bem, mas acabou por ser decisivo, não no resultado, mas sim nos desempenhos de encarnados e verdes e brancos. O jogo seria mais solto, com alguém que percebesse quando deve deixar os verdadeiros protagonistas sê-lo.

 

Cardozo, no 3x3

 

A revolução esperada no onze fez o leão espreguiçar-se num 4x2x3x1, com Djaló a fugir muitas vezes da direita para o meio. A ideia só resultou nuns poucos minutos iniciais, a altura em que o Benfica analisou o adversário. A partir dos quatro, porém, os encarnados partiram para o ataque.

Cardozo atirou ao poste, na primeira instância, não desviou para o golo na segunda e à terceira, na decisão suprema, atirou a contar. Três vezes três do Tacuara: terceira tentativa, terceiro golo consecutivo em derbies com o Sporting. Mais do que isso, um quarto de hora de grande esforço, de entrega, para o tribunal da Luz aplaudir. Pazes feitas.

 

O leão estava obrigado a reagir. Fê-lo com bola, mas a ideia que ficou de 45 minutos foi que essa posse era mais cedida, que conquistada. Muitas dificuldades para furar as linhas adversárias, perante o melhor Benfica da temporada, no sector recuado, a saber fechar espaços e a pressionar como em 2009/10.

 

© Daylife

 

O primeiro tempo resume-se depois em poucas palavras: uma arrancada de Saviola, aos 29, que Patrício segurou e faltas, infracções, simulações também e cartões amarelos: uns justificados, outros longe disso. O primeiro tempo chegou ao fim com Xistra a empobrecer uma partida que, a partir do 1-0, os encarnados souberam controlar.

 

Liedson continua a zeros

 

Espelho, reflexo, o que quer que seja, começou a segunda parte como a primeira. Leão com bola, Cardozo a não perdoar, na redenção total com o terceiro anel. O Tacuara fez o 2-0 num lance de eficácia total, com poucos toques e o último fatal: o leão ficou ferido de morte.

 

Sem Aimar em campo, o Benfica até se deu a esse luxo, Ruben Amorim deu a Liedson a oportunidade de voltar a marcar na Luz. Perda de bola infantil e o 31 dos leões em direcção à baliza, como tantas vezes no passado, com os corações encarnados à espera do costume. Mas a seca continua. E desde Abril de 2007 que o Sporting não marca na Luz. Liedson não se encontra com o passado, tal como o leão, que parece fugir da própria história, da que o tornou enorme.

 

Dois minutos depois, Postiga testou Roberto, que defendeu. O leão quase acabava aí no encontro (ia ter um ou outro lance mais), no que toca ao ataque, enquanto a águia enchia o peito e quase se enchia de golos. Rui Patrício salvou o terceiro (grandíssima defesa) e viu Cardozo desperdiçar o hat-trick.

 

Num jogo de temores, o Benfica teve força de campeão. Não foi excitante, foi antes cumpridor e mais intenso. E isso bastou-lhe para vencer um leão, igual em grandeza e que continua à frente na tabela, mas que está, claramente, mais longe da identidade que o fez ser quem é.

 

In: Maisfutebol

 

 

Benfica: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, César Peixoto; Javi García; Carlos Martins, Pablo Aimar, Fábio Coentrão; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: Ruben Amorim (Aimar, 46min), Airton (Saviola, 79min), Franco Jara (Carlos Martins, 85min).
Golos: Cardozo (13min, 49min).
Cartões Amarelos: Javi García (7min), Maxi Pereira (31min), Fábio Coentrão (43min), Ruben Amorim (70min), Airton (90min), César Peixoto (90min).
Cartões Vermelhos: -

 

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Daniel Carriço, Nuno André Coelho, Evaldo; André Santos, Maniche; Yannick Djálo, Matías Fernandez, Valdés; Liedson.
Ainda jogaram: Hélder Postiga (Matías Fernandez, 58min), Vukcevic (Yannick Djálo, 58min), Carlos Saleiro (72min).
Golos: -
Cartões Amarelos: Valdés (20min), Hélder Postiga (89min).
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© Daylife

 

Record (2)

 

Assumiu o lado direito do lasango numa exibição que oscilou entre o 8 e o 80. Comecemos pelo 8. Em que estaria a pensar para cometer aquele tremendo erro que só por milagre não deu golo ao Sporting? Quase praticou o hara-kiri nesse lance! Agora vamos ao 80. Ofereceu de bandeja a Coentrão aquele que seria o terceiro tento das águias, estando na origem de outra jogada em que a equipa voltou a cheirar o golo.

 

O Jogo (5)

 

Rendeu o trocado Aimar ao intervalo, mas ocupou a posição de interior-direito e melhorou a produção ofensiva da equipa, que precisava de um jogador como ele a conduzir sem complexos a bola pelo meio-campo.

© Daylife
publicado por Frederica às 21:55
link do post | comentar
Domingo, 19 De Setembro,2010

Lista de Convocados para o derby lisboeta

  • Antevisão - Liga Zon Sagres, 5ª Jornada


 

© Arsénio Franco

 

Jorge Jesus chamou 20 jogadores para a partida desta noite, com o Sporting. Kardec é a principal novidade entre os escolhidos do Benfica. O avançado brasileiro volta a ser opção depois de uma paragem de sete semanas, por lesão.

A convocatória, divulgada este domingo, tem outras novidades: regressam Júlio César, Airton e Felipe Menezes. Do lote de escolhidos para o jogo com o V. Guimarães, na jornada passada, saem Moreira, Luís Filipe e Weldon.

LISTA DE CONVOCADOS

Guarda-redes: Roberto e Júlio César;
Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, David Luiz, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Javi Garcia, Ruben Amorim, Felipe Menezes, Carlos Martins, Pablo Aimar e Nicolás Gaitán;
Avançados: Cardozo, Saviola, Nuno Gomes, Jara e Alan Kardec.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 17:43
link do post | comentar
Quarta-feira, 15 De Setembro,2010

Estreia de R. Amorim na Champions League acaba com vitória (2-0)

  • Crónica


 

© Daylife

 

A mudança de cenário da Liga para a Champions era uma oportunidade que o Benfica não podia deixar escapar para voltar a pôr-se de pé e deixar para trás das costas um início de temporada tão negativo como inesperado. Não o fez de forma convincente, deixou ainda escapar alguns indícios dos muitos traumas de que tem sofrido, mas frente ao Hapoel Tel Aviv conseguiu o essencial: estreou-se na fase de grupos com uma vitória (2-0) que pode vir a ser um bálsamo para os males que o apoquentam e um estímulo para o próximo jogo com o Sporting.

 

Jorge Jesus manteve intacta a confiança na equipa que perdeu em Guimarães, trocando apenas Maxi por Ruben Amorim. O jogo começou tenso, com marcações cerradas de parte a parte, poucos espaços, mas maior ascendente do Benfica que procurava fechar o adversário sobre o seu meio-campo. O Hapoel defendia de forma disciplinada, fechando bem os corredores e procurando libertar-se das correias com passes em profundidade, quase sempre sem problemas para a defesa encarnada. Com o cerco montado, o Benfica procurava abrir brechas com passes na vertical e rápidas invasões à área Enyeama. A primeira vez que o Hapoel conseguiu entrar na área de Roberto, Luisão teve de recorrer aos braços para travar Schechter e terá ficado uma grande penalidade por marcar.

 

Mas era o Benfica que mandava no jogo, com Aimar em bom plano a procurar desequilíbrios, bem apoiado por Gaitan e Carlos Martins. O primeiro golo acabou por chegar, aos 21 minutos, numa jogada de laboratório: Aimar, na marcação de um canto na esquerda, atirou para o lado contrário, para um espaço de vazio para onde correu Carlos Martins para cruzar para o interior da área onde Luisão desviou de primeira para as redes. A defesa do Hapoel, bem organizada até aqui, não esperava esta conjugação de movimentos e abriu pela primeira vez o flanco.

 

O Hapoel reagiu de pronto permitindo a Roberto brilhar. Primeiro com uma defesa apertada e a dois tempos a um remate de Vermouth, depois com uma saída ousada fora da área para desarmar Sahar. O espanhol, que já tinha marcado pontos frente ao V. Setúbal, voltava a recolher aplausos a caminho da redenção. Mas o Benfica estava agora mais sereno, mas confiante, trocava melhor a bola e deixava pouco jogo para os israelitas que, até ao intervalo, não voltaram a incomodar Roberto.

 

© Daylife

 

Cardozo marca e é assobiado

 

A segunda parte começou mais aberta e com mais espaços e o Hapoel a conseguir o primeiro sinal de perigo com Vermouth a surgir na zona central e a tentar picar a bola sobre Roberto. O Benfica respondeu de imediato com mais um belo trabalho rendilhado de Aimar que ofereceu o segundo golo a Cardozo. O paraguaio, em noite infeliz, atirou de bico por cima da trave e foi brindado com intensos assobios pelo tribunal da Luz. Seguiram-se os ajustamentos dos treinadores, com Jesus a avançar Ruben Amorim para o meio-campo com a entrada de Maxi e a saída de Gaitan. Eli Gutman trocou apenas de avançados e saiu a perder.

 

O Benfica voltou a pegar no jogo, a fechar os israelitas no seu meio-campo e chegou ao segundo golo num rápido contra-ataque com Maxi a descair da direita para o centro e a fuzilar Enyeama que aparou a bomba para os pés de Cardozo que só teve de encostar. O paraguaio não esqueceu os assobios e mandou calar os adeptos, levando o indicador ao nariz para ouvir mais uma enorme assobiadela entre os aplausos do golo.

 

Ainda a bola não tinha entrado nas redes pela segunda vez e Aimar já tinha levantado o braço e dito a Jesus que não dava mais. Entrou Airton para segurar o jogo ao lado de Javi Garcia. Tamuz ainda rematou ao poste, mas a vitória do Benfica não merece contestação, apesar de estar ainda a anos-luz da equipa que nos habituámos a ver na temporada passada.

 

O Benfica parte, assim, convalescente, mas com alguns sinais de melhoria, para o derby com Sporting, marcado para o próximo domingo.

 

In: Maisfutebol

 

© Daylife

 

Benfica: Roberto; Ruben Amorim, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão; Javi García; Carlos Martins, Pablo Aimar, Nico Gaitán; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: Maxi Pereira (Nico Gaitán, 56min), Airton (Pablo Aimar, 70min), César Peixoto (Saviola, 86min).
Golos: Luisão (21min), Cardozo (67min).
Cartões Amarelos: -
Cartões Vermelhos: -

 

Hapoel Telaviv: Vincent Enyeama; Dani Bondary, Douglas da Sila, Bevan Fransmanm, Ben Dayan; Vermouth, Romain Rocchi, Yadin, Era Zahavi; Etey Shechter, Ben Sahar.
Ainda jogaram: Toto Tamuz (Ben Sahar, 56min), Shivhon (Romain Rocchi, 60min), Badier (Bevan Fransman, 73min).
Golos: -
Cartões Amarelos: Etey Shecter (22min), Ben Dayan (56min).
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

 

Record (3)

 

Roubou a titularidade a Maxi, conferiu profundidade ao lado direito do ataque e até esteve perto de marcar, mas Enyema impediu a sua estreia na Champions neste partiular já na parte final do segundo tempo.

 

O Jogo (6)

 

Enquanto actuou como lateral-direito, sentiu a mesma intranquilidade que foi comum a toda a defesa, mas quando passou para o meio-campo subiu, e de que forma, de produção. À direita ou à esquerda, explorou o flanco, deu linhas de passe aos colegas e ainda tentou o remate, como aos 85'.

 

A Bola (6)

 

Se dúvidas houvesse quanto à utilidade da sua polivalência, o jogo de ontem dissipava-as em absoluto. Começou a lateral-direito, passou para extremo-esquerdo, acabou no meio-campo. Ainda se perdeu em alguns passes errados, mas esteve, por exemplo, na combinação com Maxi Pereira que Cardozo concluiu em golo.

 

Remates: 2

Remates enquadrados: 2

Faltas cometidas: 0

Faltas sofridas: 1

Passes certos: 11/16

Distância perorrida: 3,86km

publicado por Frederica às 17:56
link do post | comentar
Segunda-feira, 13 De Setembro,2010

Convocados para o primeiro jogo da Champions League, frente ao Hapoel

  • Antevisão - Champions League, 1ª Jornada


 

© Sapo Desporto

 

Jorge Jesus convocou 19 jogadores para a partida desta terça-feira frente ao Hapoel Telavive, da primeira jornada do Grupo B da Liga dos Campeões.  

 

Destaque para a inclusão de Airton e para a confirmada ausência do reforço Salvio.

 

LISTA DE CONVOCADOS

 

Guarda-redes: Roberto e Júlio César;

Defesas: Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão, Maxi Pereira e Sidnei;

Médios: Airton, Carlos Martins, Nico Gaitán, Ruben Amorim, César Peixoto, Pablo Aimar e Javi García;

Avançados: Jara, Cardozo, Saviola, Nuno Gomes e Weldon.

 

In: Maisfutebol

publicado por Frederica às 19:52
link do post | comentar
Sábado, 11 De Setembro,2010

Benfica sai derrotado (2-1) na visita a Guimarães

  • Crónica


 

© Daylife

 

Combate, golos, virtuosismo, ambição e erros graves da arbitragem. Cinco ingredientes que definem aquilo que foi o triunfo do Vitória sobre o Benfica (2-1). Grande jogo de futebol, sempre nos limites, disputado olhos nos olhos, com mais coração do que cabeça. Está a nascer mais uma equipa de horizontes largos no Minho. Atenção ao Guimarães.

 

A situação do Benfica é preocupante. Três pontos em quatro jogos é o penoso balanço deste início de Liga para os campeões nacionais. Os resultados são cruéis e podem ditar uma distância de nove pontos para o F.C. Porto já à quarta jornada. Esta noite existe uma atenuante forte a envolver o insucesso: Olegário Benquerença deixou por marcar duas grandes penalidades a favor dos da Luz.

 

Combate. Peleja dura, agressiva, sublinhada a amarelo, tantos e tantos foram os cartões mostrados por Olegário Benquerença (já vamos ao árbitro da partida). Entradas ríspidas, provocadas pelo ritmo alto, imposto do princípio ao fim pelas duas equipas. Jogo para homens de barba rija, diriam os antigos. Jogo, ainda assim, polvilhado de honestidade.

 

Golos. Três. O primeiro do Vitória é todo ele talento, o do Benfica é astúcia e aproveitamento de um erro grave. Mais tarde, a dez minutos do fim, a crença de Rui Miguel na antecipação a David Luiz fez toda a diferença.

 

E na quinta jornada há um derby Benfica-Sporting.

 

Dois golos a abrir e dois virtuosos para aplaudir

 

16 minutos, 1-0. Toque em habilidade de Marcelo Toscano, deliciosa arrancada de João Ribeiro, finalizada num passe de régua e esquadro para Edgar. Perante Roberto, a finalização do ponta-de-lança, num chapéu, merece aplausos.

 

© Daylife

 

32 minutos, 1-1. Canto na esquerda do ataque das águias, Nilson faz o que todos esperavam ver Roberto fazer e Saviola finaliza de primeira. Lapso do guarda-redes brasileiro, a reanimar uma bola morta na zona da pequena área.

 

 

Virtuosismo. O Vitória tem executantes acima da média do meio-campo ofensivo para a frente. Marcelo Toscano encanta com pormenores de génio, João Ribeiro só não está num patamar mais elevado da sua carreira por não ser Ribeiric ou Ribeirov. Foram eles os grandes responsáveis pelos primeiros 30 minutos fulminantes do Guimarães.

 

Duas razões de queixa a favor do Benfica

 

Ambição. O Benfica afogou-se em erros próprios, é verdade, e nos da equipa da arbitragem. Reagiu bem à desvantagem no marcador, teve lances interessantes entre os 30 e os 60 minutos, mas continua longe do nível atingido na pretérita temporada. Foi ambicioso, mais impulsionado pelo incómodo do resultado do que por iniciativa própria. Essa foi uma das diferenças entre os encarnados e os minhotos.

 

Cardozo voltou a ser mordido pelo ferrão da apatia, Javi García está lento e desconcentrado, Fábio Coentrão foi uma sombra do lateral objectivo e desequilibrador. Inaceitável também a forma como a equipa não conseguiu reagir ao segundo golo do Vitória.

 

Para acabar: erros graves da arbitragem. Incompreensível as decisões de Olegário Benquerença em dois lances na área do Vitória. Aos 37 minutos há um pontapé claro de Ricardo na perna de Aimar; aos 52, Carlos Martins é levado à frente por um defesa. Nestes dois instantes o Benfica tem razão de queixa, mas não basta olhar para o lado e acusar.

 

Há muito a melhorar nesta equipa.

In: Maisfutebol

 

 

V. Guimarães: Nilson; Alex, Ricardo, Freire, Bruno Teles; Cléber; João Alves, Edson Sitta, Marcelo Toscano; João Ribeiro, Edgar.
Ainda jogaram: Flávio Meireles (João Alves, 52min), Rui Miguel (Edson Sitta, 52min), Maranhão (Edgar, 64min).
Golos: Edgar (17min), Rui Miguel (83min).
Cartões Amarelos: Alex (35min), Rui Miguel (59min), Flávio Meireles (88min).
Cartões Vermelhos: -

 

Benfica: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão; Javi García; Carlos Martins, Pablo Aimar, Gaitán; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: César Peixoto (Gaitán, 58min), Ruben Amorim (Maxi Pereira, 76min), Franco Jara (Carlos Martins, 76min).
Golos: Saviola (32min).
Cartões Amarelos: Carlos Martins (40min), Javi García (45min), Gaitán (54min), Maxi Pereira (56min), Cardozo (58min), David Luiz (68min), Luisão (70min).
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© Daylife

 

Record (1)

 

Menos de 15 minutos em campo para assinalar o jogo 150 na Liga e ver Bruno Teles centrar para o golo da vitória vimaranense.

 

O Jogo (4)

 

Não trouxe nada de positivo.

publicado por Frederica às 19:40
link do post | comentar
Quarta-feira, 01 De Setembro,2010

Amorim ainda condicionado

  • Treinos


 

 

Os ‘encarnados’ realizaram hoje mais uma sessão, a fim de preparar o embate frente ao Vit. Guimarães no próximo dia 10. Ruben Amorim e Fábio Coentrão continuam a realizar treino condicionado.

 

(...)

 

Ruben Amorim continuou com treino condicionado, uma vez que apresenta uma tendinite rotuliana do joelho esquerdo. Fábio Coentrão realiza o mesmo trabalho, estando a recuperar de uma mialgia na face posterior da coxa direita.

 

(...)

 

A próxima sessão das ‘águias’ realizar-se-á amanhã, no Caixa Futebol Campus, no Seixal, às 10 horas. O treino será à porta fechada.

 

In: O Jogo

(adaptado)

publicado por Frederica às 18:45
link do post | comentar



Uma iniciativa criada a 9 de Outubro de 2008 com o objectivo de todos os fãs/adeptos poderem mandar a sua mensagem ao Ruben juntou mais de 50 comentários com opiniões diversas e pessoais, as quais agradecemos desde já e que poderá ver AQUI. Devido a actualizações (quase) diárias, o mesmo foi desaparecendo aos poucos e deixando de ser principal notícia no Blog. Não querendo deixar a oportunidade de o Ruben saber e ler a vossa opinião, visto que é visitante deste espaço dedicado a ele, poderá sempre mandar uma mensagem para AQUI.




«Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que voces têm dado ao Benfica e principalmente a mim. Sinceramente não tenho muito jeito para estas coisas mas também não existem palavras para dizer a força que me transmitem quando leio o que escrevem. Dito isto quero que me desculpem mas tenho de mandar um beijo especial à Frederica e espero um dia estar à altura da imagem que tu tens de mim.
Em breve terei um site e quero que saibas que terás um papel bastante activo nele.. Isto se quiseres, claro. Desculpem não ser de muitas palavras mas mais uma vez OBRIGADO.
Ruben Amorim»
26 de Março de 2009




• Nome Completo:
Ruben Filipe Marques Amorim
• Clube Actual:
Sporting Clube de Braga (emp. SLB)
• Data de Nascimento:
27 de Janeiro de 1985
• Idade:
27 anos
• Local de Nascimento:
Lisboa, Portugal
• Altura:
1,80m
• Peso:
77kg
• Posição:
Médio
• Camisola:
Número 5



• Percurso:
Camadas Jovens Sport Lisboa e Benfica, CAC Pontinha, Ginásio de Corroios, Belenenses, Sport Lisboa e Benfica, Sporting de Braga (actual, por empréstimo)
• Estreia na 1ª Divisão:
14 de Dezembro de 2003
Belenenses 2 vs 0 Alverca
1 minuto
• Treinador que o lançou: Vladislav Bogicevic
• Internacionalizações: Sub-19, Sub-21, Portugal B, Portugal
• 100º Jogo:
27 de Setembro de 2008
Benfica 2 vs 0 Sporting
45 minutos
• Antes do futebol:
Ruben começou por ser guarda-redes de hóquei de patins mas aos 9 anos optou pelo futebol de onze.




• Campeonato Nacional: 09/10 (SL Benfica)
• Taça da Liga: 08/09; 09/10 (SL Benfica)
• Eusébio Cup: 2009/2010 (SL Benfica)
• Torneio Cidade Guimarães: 08/09; 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Torneio de Amesterdão: 09/10 (SL Benfica)
• Torneio Guadiana: 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Albufeira Summer Cup: 10/11 (SL Benfica)
• Canada National Exhibition: 10/11 (SL Benfica)
Prémios Individuais:
• Jogador Jovem do Mês: Dezembro 2007 (Belenenses)


Photobucket
(clique para aumentar)
© RuiCosta_10

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral









AQUI poderá aceder a mais vídeos sobre Ruben Amorim, numa conta feita pela organização do Blog, onde se reunem golos, jogadas, conferências de imprensa e outros momentos.