Segunda-feira, 29 De Novembro,2010

Ruben titular na vitória (3-1) frente ao Beira-Mar

  • Crónica

 

© Daylife

 

As saudades já apertavam e Cardozo resolveu aparecer. Dois golos e uma assistência do paraguaio ajudaram o Benfica a esquecer por uma noite todos os seus problemas. Nem tudo foi perfeito em Aveiro, longe disso, mas o essencial foi alcançado: vitória justa, redução para oito pontos na distância até ao F.C. Porto e reconquista do crédito que parecia ter sido irremediavelmente perdido em Israel.

Impõe-se agora uma definição na gestão da equipa. Jorge Jesus tem de perceber quem está e quem não está dentro da nau encarnada. Porquê esta urgência? Simples. Basta olhar com atenção o comportamento sem bola de cada uma das unidades do Benfica. Dessa forma se chega à preocupante constatação de que nem todos estão dispostos a sofrer, que nem todos se predispõem a suportar o clima actual.

É aqui que introduzimos o nome de David Luiz. Quem o conhece, quem o viu jogar nas épocas anteriores, não pode deixar de ficar chocado com a postura que actualmente tem. Mau tempo de entrada à bola, mãos caídas sobre o corpo, descontracção absurda em tempos de instabilidade. O que era classe é passividade, o que era glamour é pura propaganda enganosa.

Este Benfica precisa de David Luiz para se reerguer. Mas do verdadeiro, não deste sósia.


Numa noite de vitória justa parece absurda a crítica a um atleta. Não é, até porque a história do jogo não é tão simples como o 1-3 pode deixar entender. O primeiro golo surgiu de grande penalidade (no mínimo duvidosa) em cima do intervalo, o segundo e o terceiro deram de si num período em que o perigo rondava as duas balizas.

Até essa almofada confortável, o Benfica teve a cabeça muitas vezes a latejar. O Beira-Mar, venenoso na exploração dos contra-ataques, viu um remate de Ronny a chocar com o poste direito de Roberto e o brasileiro a falhar na cara do espanhol um cabeceamento facílimo. Tudo isso surgiu no melhor período dos aveirenses, entre o tempo de descanso e o segundo golo do Benfica.

 

© Daylife


Nesta fase de indefinição, quando não se sabia para onde cairia o triunfo, o Benfica sofreu a bom sofrer. E não foi só David Luiz a tremer. Luisão pareceu mais pesado do que nunca, Coentrão perdeu alguma da sua carga eléctrica, Javi Garcia fez de corpo dormente entre a defesa e o meio-campo.

Ao Benfica valeu a noite inspirada de Cardozo, bem acompanhado por Javier Saviola e Carlos Martins.

Puxando a fita ainda mais atrás, foi precisamente o avançado argentino a mostrar que não merece ser substituído todos os jogos. Aos 14 minutos rematou com estrondo à barra e logo depois viu um cabeceamento de Luisão ser parado pela mão marota de Pedro Moreira. Grande penalidade por marcar a favor do Benfica.

Mais tarde, a noite viria a ser de Oscar Cardozo. Mesmo numa condição física longe da ideal, o ponta-de-lança decidiu um duelo que parecia condenado ao equilíbrio até final. O seu segundo golo, num remate em arco à entrada da área, merece ser visto e revisto.

Ainda intranquilo, ainda marcado por feridas recentes, o Benfica voltou a ter períodos convincente e a ganhar. Este pode ser o primeiro passo no regresso a uma história que já foi feliz.

In: Maisfutebol

  

 

© Daylife 

 

Beira-Mar: Rui Rêgo; Pedro Moreira, Kanu, Hufo, Renan; Djamal; Rui Sampaio, Sérgio Oliveira, João Luiz; Leandro Tatu e Ronny.
Ainda jogaram: Alex Maranhão (Sérgio Oliveira, 64min), Rui Varela (Leandro Tatu, 72min), Wilson Eduardo (Ronny, 81min).
Golos: Rui Varela (85min).
Cartões Amarelos: Kanu (45min), Rui Varela (90min), Pedro Moreira (90min), Djamal (90min).
Cartões Vermelhos: -

 

Benfica: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão; Javi García; Ruben Amorim, Carlos Martins, Gaitán; Carodozo e Saviola.
Ainda jogaram: Alan Kardec (Cardozo, 77min), Salvio (Carlos Martins, 82min), Franco Jara (Saviola, 86min).
Golos: Cardozo (45min, g.p., 59min), Saviola (66min).
Cartões Amarelos: Fábio Coentrão (90min)
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

© Daylife

 

Record (3)

 

Um factor de coesão tremedo no miolo. Dava soluções de passe, dobrava colegas na luta pela posse de bola, preenchia espaços. Trabalho de sapa impressionante e com mérito.

 

O Jogo (6)

 

Novidade no onze, foi importante pela solidez que empregou à equipa. Ajudou nas missões defensivas, e apesar de não ter actuado a um elevado ritmo, mostrou grande qualidade na circulação de bola, isolando Cardozo e Fábio Coentrão.

 

Correio da Manhã

 

Melhorou muito na segunda parte. Uma assistência de morte para Cardozo desperdiçar, outro passe a isolar Coentrão e foi precioso tacticamente.

 

SLBenfica

 

O polivalente regressou para uma exibição interessante no meio-campo benfiquista. Muito forte tacticamente, o internacional português defendeu com acerto, participando de forma lesta nos movimentos ofensivos da equipa.

publicado por Frederica às 19:59
link do post | comentar
Domingo, 28 De Novembro,2010

Convocados para a deslocação a Aveiro

  • Antevisão - 12ª Jornada, Liga Zon Sagres

 

© Daylife

 

Pablo Aimar vai falhar o jogo da tarde deste domingo com o Beira-Mar em Aveiro, depois de ter regressado de Israel com sintomas de cansaço muscular.

 

Depois de não ter treinado no sábado, Aimar está fora da lista de 19 convocados que foi divulgada este domingo pelo clube, na qual o treinador Jorge Jesus deixou de fora mais um dos 21 jogadores que levara para o jogo da Liga dos Campeões com o Hapoel Telavive, o guarda-redes brasileiro Júlio César.

 

Quatro dias depois de ter perdido em Israel (3-0), sendo assim eliminado da Champions, o campeão nacional regressa à liga em Aveiro, onde joga com o objetivo de reduzir para oito pontos a diferença para o líder FC Porto, que no sábado empatou 1-1 com o Sporting.

 

Enquanto o médio brasileiro Airton continua de fora, por lesão, o avançado paraguaio Cardozo, que se lesionou num joelho a 29 de setembro, regressa ao campeonato depois de ter retomado a competição em Telavive.

 

O Beira-Mar, sétimo classificado com 15 pontos, recebe hoje o Benfica, num jogo marcado para as 18:15 no Estádio Municipal de Aveiro, com arbitragem do setubalense Bruno Paixão.

 

LISTA DE CONVOCADOS

 

Guarda-redes: Roberto e Moreira;

Defesas: Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Sidnei, César Peixoto e Fábio Coentrão;

Médios: Javi Garcia, Ruben Amorim, Carlos Martins, Felipe Menezes, Gaitán e Salvio;

Avançados: Cardozo, Saviola, Kardec, Nuno Gomes e Jara.

In: Record

publicado por Frederica às 20:22
link do post | comentar
Segunda-feira, 22 De Novembro,2010

Jesus leva 21 jogadores para Israel

  • Antevisão - Champions League
  •  

 

© Isabel Cutileiro

 

O regresso de Oscar Cardozo é a grande novidade na lista de convocados de Jorge Jesus para o jogo de quarta-feira diante do Hapoel Telavive, agendado para as 19H45, a contar para a 5.ª jornada do Grupo B da Liga dos Campeões.

 

O Tacuara, lesionado desde 29 de setembro - no jogo frente ao Schalke 04 -, está assim de regresso à ação e poderá mesmo ser talismã para Jorge Jesus no decisivo encontro com os israelitas.

 

Numa lista com 21 nomes, destaque para a ausência do médio Airton. Apesar de se ter treinado com os restantes elementos no apronto de domingo, o médio brasileiro fica de fora das escolhas de Jorge Jesus.

 

LISTA DE CONVOCADOS

  

Guarda-redes: Roberto, Júlio César e Moreira

Defesas: Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Sidnei, César Peixoto e Fábio Coentrão

Médios: Javi García, Ruben Amorim, Carlos Martins, Felipe Menezes, Pablo Aimar, Salvio e Gaitán

Avançados: Cardozo, Saviola, Kardec, Nuno Gomes e Jara.

 

In: Record

publicado por Frederica às 23:38
link do post | comentar
Sábado, 20 De Novembro,2010

Ruben realiza sonho de menina de 12 anos

  • "Sorrisos Pefeitos" - Ruben Amorim

 

O jogador do Benfica continua a fazer sorrir. Desta vez, a privilegiada foi uma menina que adora a Hello Kitty e que nunca tinha vestido uma peça de roupa nova.

 

"Sinto-me uma sortuda"

 

 

Jéssica (nome fictício) tem 12 anos, é órfã e vive num lar de acolhimento, em Lisboa, com a irmã mais velha. E, como todas as meninas da sua idade, tem sonhos. Muitos. Conhecer um jogador do Benfica e ter uma peça de roupa da Hello Kitty - ela que herda sempre aquilo que já não serve às colegas - eram dois deles. Pois bem: Ruben Amorim, através do projecto Sorrisos Perfeitos, que o jogador criou para fazer sorrir as crianças que mais precisam e que conta com a parceria da Nova Gente, fizeram-lhe a vontade e levaram-na à Sanrio Store, a loja oficial da "gatinha cor-de-rosa", no Chiado.

 

Jéssica entrou meio a medo, talvez por não saber ao que ia, mas não conseguiu disfarças a felicidade quando se deparou com a surpresa, que contou com a ajuda de Ana Mendes, a educadora social que a acompanhou. E sim, sorriu! Sorriu tanto que foram poucas as palavras que conseguiu dizer nesta tarde tão especial: "Quero dizer obrigada ao Ruben. Não tinha nada da Hello Kitty e estou muito feliz. Sinto-me uma sortuda. Quase parece Natal..." Mas Ruben Amorim não se sente, de todo, o Pai Natal: "Faço isto por eles e por mim. É um tempo que arranjo com todo o gosto. Quero é que eles tenham estes bocadinhos de felicidade, que os faça crescer mais e que lhes permita ver a vida de outra maneira. É incrível como é que uma menina de 12 anos nunca tinha tido uma peça de roupa nova... São estes sonhos que pretendemos realizar! Mas não quero fazer concorrência ao Pai Natal!", confessou o futebolista, com uma sonora gargalhada, enquanto ajudava Jéssica a escolher os seus presentes e ia dando a sua opinião: "Estás toda gira! Agora é que vais arranjar um namorado."

 

In: Revista "Nova Gente"

 

 


 

ENVIE A SUA HISTÓRIA

 

O sonho de Jéssica foi concretizado, mas o projecto Sorrisos Perfeitos continua. Crianças de norte a sul do País, enviem os vossos pedidos para: sorrisosperfeitos@glam.com.pt

publicado por Frederica às 20:20
link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 15 De Novembro,2010

Benfica vence (4-0) Naval no regresso de Ruben à titularidade

  • Crónica

 

© Daylife

 

Contrariando uma conhecida frase popular, o Benfica marcou cedo e a boas horas, frente à Naval, embalando assim para uma vitória folgada. A equipa figueirense foi arrojada, sobretudo na primeira parte, mas não resistiu a um segundo golo «madrugador» do Benfica, alcançado no início do segundo tempo por Gaitán, que acabaria por bisar.

Seria pouco realista pedir ao campeão nacional uma noite arrebatadora, por força das desilusões recentes, mas acabou por surgir a primeira goleada da época, que permite reagir aos triunfos de V. Guimarães e Sporting, e recuperar a tranquilidade possível a quem tem um atraso considerável para o objectivo principal.

O atrevimento trouxe um revés mas só esmoreceu no poste

A Naval entrou atrevida na Luz, a tentar explorar a presumível intranquilidade benfiquista, motivada não só pela goleada sofrida no Porto mas também pelas quatro alterações forçadas no «onze» de Jorge Jesus. Camora evidenciou a falta de ritmo de Ruben Amorim nos minutos iniciais, mas o Benfica teve a felicidade de marcar na segunda vez que foi à baliza contrária.

 

© Daylife


O golo de Kardec, após passe de Saviola (à segunda), deu ao campeão nacional um pouco mais de tranquilidade. Mas não chegou para inibir a Naval, diga-se. Mesmo em desvantagem, a equipa figueirense foi tão atrevida quanto antes, com Fábio Júnior a dar muito trabalho à defesa da casa. Com o jogo bem aberto, o Benfica manteve um caudal ofensivo constante, mas a Naval só não chegou ao empate por força da infelicidade de acertar duas vezes no (mesmo) poste: primeiro por Hugo Machado (22m), na cobrança de um livre directo, e depois por Carlitos (40m).

Respirar fundo pelos pulmões de Gaitán

Se um golo aos dez minutos do primeiro tempo já permite encarar o jogo com outra margem de manobra, sobretudo no contexto já descrito, aumentar a vantagem logo aos dois minutos do segundo tempo permite respirar fundo. Nico Gaitán arrumou o jogo com um belo pontapé de fora da área, segundos depois de Salin ter evitado o golo a Aimar.

Após uma primeira parte algo distante dos colegas de ataque, o camisola 20 do Benfica apareceu em grande destaque na etapa complementar. Gaitán fez o terceiro golo encarnado aos 62 minutos, e a quinze minutos do fim ainda assistiu Aimar para um remate ao poste, que seria um justo prémio para a exibição do 10.

Acabaria por ser Nuno Gomes a sair do banco para, três minutos depois de ter entrado e a um do final, apontar o quarto golo, que permite ao Benfica fixar-se no segundo lugar (por força da diferença de golos).

In: Maisfutebol

 

 

© Daylife

 

Benfica: Roberto; Ruben Amorim, Sidnei, David Luiz, Fábio Coentrão; Airton; Salvio, Pablo Aimar, Gaitán; Saviola, Kardec.
Ainda jogaram: Franco Jara (Kardec, 53min), César Peixoto (Saviola, 77min), Nuno Gomes (Gaitán, 86min).
Golos: Kardec (10min), Gaitán (47min, 62min), Nuno Gomes (89min).
Cartões Amarelos: -
Cartões Vermelhos: -

 

Naval: Romain Salin; Carlitos, Gomis, Rogério Conceição, Daniel Cruz; Hugo Machado, Orestes, Camora; Marinho, Fábio Júnior; Edivaldo.
Ainda jogaram: João Pedro (Camora, 53min), Michel Simplício (66min), Hauw (Hugo Machado, 67min).
Golos: -
Cartões Amarelos: -
Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações

 

© Daylife

 

Record (2)

 

Rendeu Maxi Pereira no lado direito da defesa e comprovou que não se sente confortável nessa posição. Pouco ou nada arriscou nas subidas à éra adversária e ainda passou por alguns calafrios.

 

O Jogo (5)

 

Está ainda a ganhar ritmo competitivo e não se pode esperar, naturalmente, que suba muito e bem no terreno. Edivaldo ainda lhe chegou a causar problemas, mas depois de ter acertado na marcação ao adversário realizou um jogo tranquilo.

 

Maisfutebol

 

O castigo de Maxi Pereira reabriu-lhe as portas da titularidade no lado direito da defesa. Cedo de mais. Ainda sem ritmo, Ruben raramente acompanhou a equipa para o ataque, reservando-se quase em exclusivo para a defesa da ala. Mas mesmo aí, sempre que foi preciso velocidade, para acompanhar as arrancadas de Camora ou de Bolívia sentiu dificuldades. Apesar de tudo não comprometeu de forma significativa.

publicado por Frederica às 20:37
link do post | comentar
Domingo, 14 De Novembro,2010

Convocados para a recepção à Naval

  • Antevisão - 11ª Jornada, Liga Zon Sagres

 

 

© Isabel Cutileiro

 

Jorge Jesus não conta com Javi García, Cardozo, Maxi Pereira, Luisão e Carlos Martins para a recepção à Naval, em jogo da 11ª jornada da Liga.

O espanhol e o paraguaio estão a recuperar de lesão, lê-se no site oficial. Maxi Pereira, Luisão e Carlos Martins, que tem «uma contusão na coxa esquerda», cumprem castigo.

LISTA DE CONVOCADOS

 

Guarda-redes: Roberto e Júlio César;
Defesas: Luís Filipe, Sidnei, David Luiz, Roderick Miranda, César Peixoto e Fábio Coentrão;
Médios: Airton, Ruben Amorim, Felipe Menezes, Pablo Aimar, Salvio e Gaitán;
Avançados: Saviola, Kardec, Nuno Gomes, Weldon e Jara

 

In: Maisfutebol

publicado por Frederica às 13:18
link do post | comentar
Quinta-feira, 11 De Novembro,2010

Ruben treina sob vigilância médica

  • Treinos

 

© Foto Glif (editada)

 

Depois da vitória alcançada frente à selecção angolana (2-0), o Benfica regressou, esta quinta-feira, ao trabalho, com Fábio Coentrão e Javi Garcia condicionados.

O polivalente Fábio Coentrão apresenta uma mialgia na coxa esquerda, enquanto, o médio espanhol Javi Garcia contraiu um traumatismo na perna direita.

Carlos Martins fez tratamento por causa da contusão na coxa esquerda e Ruben Amorim prosseguiu o trabalho sob vigilância médica. O ponta-de-lança paraguaio Oscar Cardozo combinou trabalho no ginásio com corrida.

O Benfica regressa ao trabalho na sexta-feira, às 10h00, no Seixal.


In: A Bola

publicado por Frederica às 20:46
link do post | comentar
Segunda-feira, 08 De Novembro,2010

Porto goleia (5-0) Benfica no regresso de Ruben Amorim

  • Crónica


 

© Daylife

 

Este F.C. Porto não é criação de Coppola, mas adora o cheiro a napalm pela manhã. E ainda mais pela noitinha, principalmente se a vítima for o Benfica. Os dragões inspiram bem fundo o odor a destruição, à glória entranhada no oponente esmagado. Nunca o Apocalipse (Now) terá servido tão bem para desenhar o quadro actual dos homens da Luz: humilhados, enfraquecidos, agonizantes. A dez pontos do primeiro lugar da Liga.

 

O 5-0 reflecte na ajustada medida a diferença entre Porto e Benfica. Os primeiros latejam felicidade, qualidade, alegria, paixão. Os segundos vestem de vermelho, embora aparentem estar no velório do próprio féretro. Aliás, não se percebe muito bem se o Benfica morreu aos bocadinhos a cada golo do Porto, ou se já terá vindo morto de Lisboa. Pormenores.

 

O Clássico foi desequilibrado de princípio ao fim, tão desequilibrado que chegou a meter dó. Entre muitas culpas próprias e mérito admirável do adversário, o Benfica de Jesus começa a despedir-se do título ainda antes do Natal. Uma patologia que anos a fio atormentou os vizinhos da Segunda Circular. Mas esses não fazem parte deste filme.

 

Há um leitmotiv, uma repetição a remoer o argumento do jogo. A cada arrancada de Hulk, a cada recepção e drible de Belluschi, a cada movimento viperino de Falcao, ecoa A Cavalgada das Valquírias. É essa a banda sonora do jogo, a ode da conquista do adversário, do avanço pleno em direcção ao contendor escondido, atemorizado. Em 1979 numa brilhante revisitação cinematográfica ao Vietname, agora num campo de futebol.

 

© Daylife

 

Mundos tão díspares e, ainda assim, tão aproximados em 90 minutos. No lugar de helicópteros a potência de Varela, ao invés das metralhadoras a mira teleguiada de Radamel Falcao e a potência incontrolável de Hulk.

 

Cinco golos, quatro rajadas a deceparem o rival. 12 minutos, Hulk troca as voltas a David Luiz e serve Varela; 25 minutos, Belluschi deixa David Luiz para trás e cruza para o calcanhar acrobata de Falcao; 29 minutos, Belluschi arranca, deixa Sidnei nas covas e assiste Falcao; 79 minutos, Hulk faz de penalty o quarto; 89, uma vez mais Hulk.

 

Erros e mais erros na abordagem de Jesus

 

Depois dos factos, a interpretação dos mesmos. Jorge Jesus meteu os pés pelas mãos, apostou em Sidnei no centro da defesa, derivou David Luiz para a esquerda e deixou Saviola no banco. O que quereria com isto o treinador? Complicar, por certo, adensar as dúvidas em relação ao que ainda pode fazer pelo Benfica e no Benfica.

 

Foi mau, foi péssimo, foi uma vergonha a imagem deixada pelos campeões nacionais. Caíram a pique, reagiram com a inércia de um sonâmbulo e a delicadeza de um zombie. Foram uma caricatura ridícula daquilo que é uma equipa de futebol e viram o capitão a ser o primeiro a abandonar o barco. Sim, Luisão foi expulso por tentativa de agressão a 20 minutos do fim.

 

© Daylife

 

Estamos em Novembro, quarto mês de competição. Serão as saídas de Ramires e Di María ou a pré-época atípica as únicas responsáveis por tudo isto?

 

O bom futebol é sempre uma excelente opção

 

A 20 rondas do fim é insensato endereçar as faixas de campeão ao F.C. Porto. Mas insensato também é não dizer que só uma hecatombe vai impedir que tal aconteça. André Villas-Boas edificou uma equipa fortíssima, inteligente e que sabe muito bem o que quer de cada partida.

 

Todos jogam de olhos fechados e a pensar no golo. Avassaladores, decididos a resolver rapidamente, harmoniosos e cientes de que o bom futebol é sempre um excelente ponto partida para mais conquistas.

 

O F.C. Porto é uma equipa feliz e nota-se. O Benfica parece abandonado e é impossível não reparar. Resta saber se alguém lhe dá a mão.

In: Maisfutebol

 

© Daylife

FC Porto: Helton; Sapunaru, Maicon, Rolando, Álvaro Pereira; Belluschi, Guarín, João Moutinho; Hulk, Falcão, Varela.
Ainda jogaram: Ruben Micael (Belluschi, 79min), James Rodríguez (Varela, 82min), Welter (Guarín, 87min).
Golos: Varela (12min), Falcão (25min, 29min), Hulk (79min, 89min).
Cartões Amarelos: Alvaro Pereira (45min), Hulk (80min), João Moutinho (83min).
Cartões Vermelhos: -

 

SL Benfica: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, David; Javi García; Salvio, Carlos Martins, Fábio Coentrão; Aimar, Kardec.
Ainda jogaram: Gaitán (Sidnei, 46min), Roderick (Carlos Martins, 71min), Ruben Amorim (Salvio, 79min).

Golos: -
Cartões Amarelos: Carlos Martins (19min), Maxi Pereira (31min), Kardec (63min), Salvio (73min), Fábio Coentrão (77min).
Cartões Vermelhos: Luisão (65min).

 

  • Avaliações




(Autor desconhecido)

 

Record (1)

 

Mesmo aquém dos índices físicos ideais, entrou para dar consistência ao meio-campo (a perder por 3, Jesus prescindiu de um atacante, Kardec, lançando um elemento de cariz defensivo). Contudo, em 11 minutos viu os líderes do campeonato marcarem mais 2 golos e chegarem à mão-cheia. A tarefa era, convenhamos, ingrata. Afastado da competição há quase dois meses, apenas fizeram 45 minutos na Liga Centenária... com o Real Massamá, da 2.ª Divisão.

 

O Jogo (2)

 

Pouco mais de dez minutos no meio-campo sem um lance digno de registo.

publicado por Frederica às 18:38
link do post | comentar
Domingo, 07 De Novembro,2010

Ruben pode ser opção para o clássico

  • Antevisão - Liga Zon Sagres, 10ª Jornada
  •  


 

© A Bola

 

Aimar e Ruben Amorim são opções para o clássico com o FC Porto. O médio argentino deve entrar para o onze e pegar na batuta.

Pablo Aimar e Rúben Amorim são os dois trunfos que Jorge Jesus pode lançar no Dragão. Ambos estiveram ausentes do último jogo, com o Lyon, mas estão completamente recuperados para darem o contributo esta noite. Também Gaitán volta aos convocados, cuja lista, porém, o Benfica só hoje divulga.

Ausente da partida da Champions devido a gastroenterite, segundo informação oficial, Pablo Aimar está na linha da frente para recuperar o seu lugar na equipa, apesar de se ter treinado, ontem de manhã, sob vigilância médica. Aimar é, como tal, mais uma arma para Jorge Jesus tentar vencer o clássico. Em condições normais, o argentino reassume o papel principal na organização da manobra ofensiva, obrigando a deslocação de Carlos Martins do centro do terreno para a direita do meio-campo. Salvio, não obstante a exibição positiva contra os franceses, deve voltar ao banco.

Ruben Amorim, por sua vez, volta aos convocados depois de mais de mês e meio de ausência. O polivalente internacional português, que jogou, segunda-feira, na Liga Centenária, proporciona mais opções tácticas a Jorge Jesus, mas ainda não tem o ritmo competitivo que lhe permita entrada directa na equipa. Mas Rúben até já confessou que gostava de jogar no Estádio do Dragão.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 13:11
link do post | comentar



Uma iniciativa criada a 9 de Outubro de 2008 com o objectivo de todos os fãs/adeptos poderem mandar a sua mensagem ao Ruben juntou mais de 50 comentários com opiniões diversas e pessoais, as quais agradecemos desde já e que poderá ver AQUI. Devido a actualizações (quase) diárias, o mesmo foi desaparecendo aos poucos e deixando de ser principal notícia no Blog. Não querendo deixar a oportunidade de o Ruben saber e ler a vossa opinião, visto que é visitante deste espaço dedicado a ele, poderá sempre mandar uma mensagem para AQUI.




«Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que voces têm dado ao Benfica e principalmente a mim. Sinceramente não tenho muito jeito para estas coisas mas também não existem palavras para dizer a força que me transmitem quando leio o que escrevem. Dito isto quero que me desculpem mas tenho de mandar um beijo especial à Frederica e espero um dia estar à altura da imagem que tu tens de mim.
Em breve terei um site e quero que saibas que terás um papel bastante activo nele.. Isto se quiseres, claro. Desculpem não ser de muitas palavras mas mais uma vez OBRIGADO.
Ruben Amorim»
26 de Março de 2009




• Nome Completo:
Ruben Filipe Marques Amorim
• Clube Actual:
Sporting Clube de Braga (emp. SLB)
• Data de Nascimento:
27 de Janeiro de 1985
• Idade:
27 anos
• Local de Nascimento:
Lisboa, Portugal
• Altura:
1,80m
• Peso:
77kg
• Posição:
Médio
• Camisola:
Número 5



• Percurso:
Camadas Jovens Sport Lisboa e Benfica, CAC Pontinha, Ginásio de Corroios, Belenenses, Sport Lisboa e Benfica, Sporting de Braga (actual, por empréstimo)
• Estreia na 1ª Divisão:
14 de Dezembro de 2003
Belenenses 2 vs 0 Alverca
1 minuto
• Treinador que o lançou: Vladislav Bogicevic
• Internacionalizações: Sub-19, Sub-21, Portugal B, Portugal
• 100º Jogo:
27 de Setembro de 2008
Benfica 2 vs 0 Sporting
45 minutos
• Antes do futebol:
Ruben começou por ser guarda-redes de hóquei de patins mas aos 9 anos optou pelo futebol de onze.




• Campeonato Nacional: 09/10 (SL Benfica)
• Taça da Liga: 08/09; 09/10 (SL Benfica)
• Eusébio Cup: 2009/2010 (SL Benfica)
• Torneio Cidade Guimarães: 08/09; 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Torneio de Amesterdão: 09/10 (SL Benfica)
• Torneio Guadiana: 09/10; 10/11 (SL Benfica)
• Albufeira Summer Cup: 10/11 (SL Benfica)
• Canada National Exhibition: 10/11 (SL Benfica)
Prémios Individuais:
• Jogador Jovem do Mês: Dezembro 2007 (Belenenses)


Photobucket
(clique para aumentar)
© RuiCosta_10

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral

Photobucket
(clique para aumentar)
© Guilherme Cabral









AQUI poderá aceder a mais vídeos sobre Ruben Amorim, numa conta feita pela organização do Blog, onde se reunem golos, jogadas, conferências de imprensa e outros momentos.