Ruben Amorim no lugar de Javi García

  • Antevisão


 

© Isabel Cutileiro

 

Jorge Jesus prepara-se para fazer duas alterações na equipa que defrontou o União de Leiria. Keirrison também perde estatuto de titular. Cardozo recupera lugar ao lado de Saviola.

Por gestão, Óscar Cardozo, máximo goleador dos encarnados, não jogou de início em Leiria, cedendo o lugar ao ponta-de-lança brasileiro Keirrison, que mais uma vez não soube aproveitar a oportunidade e facilita, agora, a vida ao treinador, que não hesitará em tirá-lo do onze. Por gestão, também, pelo menos assim parece, Javi García poderá sentar-se no banco dos suplentes ou até mesmo, se o técnico quiser de facto poupá-lo na plenitude, assistir ao encontro com o Leixões da bancada. Isto, claro, sempre a pensar nos compromissos que aí vêm, com incidência para o encontro da Liga Europa em Atenas, diante do AEK, da próxima quinta-feira.

Entrará, então, em cena Ruben Amorim, o tal jogador que faz várias posições e dá muito jeito aos treinadores, pois tem a capacidade de manter uma bitola de qualidade em qualquer dos três lugares que pode fazer no terreno de jogo: médio-centro, médio direito ou lateral-direito.

Desta feita, porém, é candidato ao vértice mais recuado do losango, que tem pertencido a Javi García.
Sempre, recorde-se, partindo do princípio que o espanhol, que passou a semana a recuperar de problemas físicos, será efectivamente poupado.

Quem parece não estar nos mesmos planos do treinador é Ramires. Também condicionado por questões físicas durante a semana de preparação para o jogo com o Leixões, o médio brasileiro está em melhores condições que Javi García e deve manter o lugar no onze, ocupando o lado direito do quarteto intermédio da equipa de Jorge Jesus.

Cardozo, como já foi referido, regressa ao ataque, formando a tal dupla que tem dado que falar com Saviola, ao passo que Shaffer mantém o lugar à esquerda da defesa.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 20:57
link do post | comentar