Ruben já treinava há três dias

  • Selecção A - Mundial 2010


 

© A Bola

 

Doze horas de Lisboa até à cidade de Joanesburgo. Jogador viajou com Toni, Carlos do Carmo e Fernando Pereira. Passou umas férias curtas no Dubai e agora está no Mundial.

Rúben Amorim já estava a treinar-se em Lisboa há três dias, soube "A Bola" de fonte segura em Lisboa. Após um curto período de férias no Dubai, na companhia do amigo e colega de equipa no Benfica, David Luiz, o jogador português foi colocado de prevenção a treinar-se em absoluto segredo. Quer isto dizer que há dias que o seleccionador Carlos Queiroz sabia que poderia ver-se obrigado, como se viu, a dispensar Nani do Mundial. Amorim chegou entretanto ontem à África do Sul e já gozou as primeiras horas de diversão com os restantes companheiros.

«Parabéns»

A viagem do médio/defesa do Benfica de Lisboa a Joanesburgo durou dez horas. Com Rúben Amorim, viajaram também o treinador português Toni (que vai trabalhar com Eriksson neste Mundial; ver página 15) e os artistas nacionais Carlos do Carmo (cantor) e Fernando Pereira (cantor e entertainer), que veio participar em Joanesburgo nas comemorações do 10 de Junho, Dia e Portugal, de Camões e das Comunidades. Toni teve oportunidade de conhecer o jogador e deu-lhe mesmo os parabéns pelo título nacional conquistado na Luz.

Após chegar a Magaliesburg e ao quartel-general da Selecção Nacional, Amorim passou o resto da manhã a descansar e à tarde seguiu com os restantes companheiros para um safari com que preencheram as primeiras horas de folga na África do Sul.

Quase um mês

 

Ruben Amorim foi chamado a substituir o lesionado Nani quando a Selecção cumpre quase um mês de concentração - iniciada, para nove jogadores, a 14 de Maio, na Covilhã, vindo os restantes a concentrar-se aos poucos - e após os três jogos agendados para esta fase da preparação - 0-0 com Cabo Verde, 3-1 com Camarões, e, na terça-feira, já em Joanesburgo, 3-0 com Moçambique.

O jogador do Benfica fazia já parte, como se sabe, do leque de seis jogadores alternativos aos 23 (inicialmente 24, com o dispensado José Castro) eleitos por Queiroz.

 

In: A Bola

publicado por Frederica às 17:03
link do post | comentar