Goleada faz conquistar mais um Torneio Cidade de Guimarães

  • Crónica


 

© Maisfutebol

 

Classe no meio campo, acerto no ataque e um problema na baliza. A frase resume todo o futebol do Benfica esta noite em Guimarães. Venceu, acrescente-se, venceu com a justiça que um 3-5 sempre confere, a espaços foi brilhante mas não conseguiu tirar as preocupações da cabeça dos adeptos. É que na baliza parece estar a nascer um problema bicudo. Mas já lá vamos.

 

Ao contrário do jogo com o Groningen, a partida frente ao V. Guimarães foi bastante agradável de se seguir. A entrada em jogo do Benfica foi avassaladora. O Vitória errava no meio campo e o ataque, comandado, hoje, por Aimar e Saviola, e com Kardec na pele de matador fazia-os pagar. Com a frieza que um tento aos 6 minutos e outro aos 9 dá. Kardec marcou o primeiro e assistiu Saviola para o segundo. A noite de sonho do brasileiro estava só a começar.  

 

Do céu, passemos ao inferno. Roberto tinha acabado de efectuar uma defesa digna de registo e já estava, de novo, na lama. Nos anteriores jogos já tinha dado a entender que não é muito seguro nas bolas aéreas. Nunca lhe tinham feito pagar por isso, mas hoje o cenário mudou. Primeiro perde um duelo com Edgar e vê Valdomiro empurrar para o 1-2. Não seria acto sem repetição. Na segunda parte, já com o Benfica a golear por 1-4, volta a falhar num lance aéreo. Agora foi Douglas a empurrar. Começa a ser um caso sério de preocupação. Tem de readquirir rapidamente os níveis de confiança, ainda para mais quando falamos de um jogador que tem estampado no rosto o preço que custou.

 

© Maisfutebol

 

Entre os erros de Roberto, os «golaços» de Jara e Martins

 

Já Kardec tinha feito o 1-3 e antes do segundo golo do Vitória, o Benfica fez o primeiro «golaço» da noite. O reforço Franco Jara recebeu uma bola à entrada da área e não teve problemas em chutar. A bola desferiu um efeito certeiro, indefensável para Serginho, mas correctamente direccionada com a baliza.

 

Depois, Carlos Martins, que tinha vindo, também ele, a realizar uma boa exibição, embalado pelo conhecimento que tem da forma de jogar dos colegas, fez o segundo «golaço». Ficará sempre a dúvida se a intenção do médio era atirar à baliza e não é descabido pedir um pouco mais a Serginho. Mas, o seu a seu dono, é mais um grande golo de Carlos Martins.

 

E assim se encerrou a disputa. O V. Guimarães, que está a construir uma equipa bem interessante para a nova época, ainda tentou um novo alento, mas só conseguiu reduzir sob o apito final, de novo por Valdomiro. Registo para o acerto mostrado pelos vitorianos nas contratações esta temporada. Pelas primeiras amostras, Edson, Faouzi, Maranhão e Bebé são descobertas interessantes. De Edgar, Ricardo, João Ribeiro e, mesmo, do não utilizado William, já se sabe o que esperar. Perspectivam-se novas conquistas, assim a equipa de Manuel Machado ganhe o acerto defensivo que se deseja e o entrosamento dos, muitos, novos reforços.

 

Para a história fica o primeiro troféu de pré-temporada ganho pelo Benfica. É o terceiro Torneio de Guimarães consecutivo que vai para a posse das águias.

 

In: Maisfutebol

 

© Maisfutebol

 

V. Guimarães: Serginho; Alex, Ricardo, Valdomiro e Anderson Santana; Flávio Meireles, Edson, Maranhão e Faouzi; Bebé e Edgar
Ainda jogaram: Bruno Teles, Douglas, Rui Miguel, Pereirinha, João Ribeiro, Custódio e João Alves.

Golos: Valdomiro (34min e 90min), Douglas (63min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

Benfica: Roberto; Ruben Amorim, David Luiz, Sidnei e César Peixoto; Airton, Carlos Martins, Gaitán e Aimar; Alan Kardec e Saviola.
Ainda jogaram: Javi Garcia, Jara, Felipe Meneses, Weldon e Luís Filpe
Golos: Alan Kardec (7min, 49min), Saviola (9min), Jara (56min) e Carlos Martins (70min).

Cartões Amarelos: -

Cartões Vermelhos: -

 

  • Avaliações


 

© Daylife

  

Record (3)

 

O pulmão não deu obviamente para grandes floreados. Acusou o esforço despendido anteontem, frente ao Groningen, assinando uma exibição mais discreta. Jesus concedeu-lhe a lateral e ele preferiu não arriscar, limitando-se preaticamente a guardar o perímetro e pouco se aventurando em termos ofensivos.

 

O Jogo

 

Na pele de lateral-direito, posição que experimentou diversas vezes na época anterior, mostrou a Jorge Jesus e ao resto da "nação" benfiquista que continua bem e recomenda-se. O Mundial não lhe fez mal nenhum.

 

publicado por Frederica às 20:51
link do post | comentar