Mau inicio de campeonato com derrota (1-2) frente aos "Estudantes"

  • Crónica


 

© Daylife

 

O Benfica começou da pior maneira a defesa do título de campeão nacional com uma derrota no Estádio da Luz, diante da Académica (1-2). Tal como na última época, em que empatou com o Marítimo na primeira jornada, os encarnados cederam os primeiros pontos em casa no arranque da Liga. Miguel Fidalgo inaugurou o marcador e, já com a Académica reduzida a dez unidades, devido à expulsão de Addy, Jara anulou a primeira desvantagem. Laionel ditou o triunfo com um golo já nos descontos.

 

Jorge Jesus fez algumas alterações na equipa, em relação ao jogo da Supertaça com o F.C. Porto, colocando Sidnei no centro da defesa - Luisão estava lesionado -, Maxi Pereira na direita e Javi Garcia no meio-campo, em vez de Airton. Fábio Coentrão recuou para a sua posição de lateral-esquerdo, enquanto Carlos Martins ficou no banco.

 

Bom arranque, má reacção

 

Os encarnados entraram mais consistentes na partida, com solidez na defesa e Javi Garcia a destacar-se no seu trabalho à frente do quarteto mais recuado. Mas, enquanto a Académica encontrava algumas dificuldades para chegar com perigo junto da baliza de Roberto, o Benfica, apesar de dominar, também não conseguia criar verdadeiras jogadas de perigo. Rondava a área dos «estudantes», mas sem sucesso. Excepção feita a uma jogada na esquerda entre César Peixoto, Saviola e Coentrão, com o lateral a rasgar na área e a rematar cruzado, frente ao guarda-redes Peiser, mas a ver o seu tiro cortado por um adversário.

 

Nas bancadas, os adeptos encarnados, empolgados desde o primeiro segundo, ficaram em silêncio aos 26 minutos. Após um livre marcado na meia esquerda por Diogo Valente, Sidnei falhou a marcação a Miguel Fidalgo e o avançado cabeceou para o fundo das malhas.

 

© Daylife

 

O golo gelou a Luz e, no campo, os jogadores encarnados não conseguiram da melhor forma à desvantagem. A precipitação e a desconcentração redundavam em muitos passes falhados. E nesse capítulo falhava o acerto de Aimar. César Peixoto, que foi substituído ao intervalo por Franco Jara, também acabou por não ser feliz.

 

Nervos, um golo argentino e o balde de água fria

 

A segunda parte começou com os nervos à flor da pele e, cinco minutos depois do reinício da partida, a Académica ficou reduzida a dez unidades: Addy viu o segundo cartão amarelo por uma falta sobre Saviola. A calma voltou a faltar pouco depois, quando os «estudantes» se preparavam para fazer duas substituições e David Luiz protestou veemente contra Diogo Valente, que demorou a sair.

 

De volta ao jogo, os benfiquistas voltaram a vibrar aos 62 minutos, com o golo de Franco Jara. Após uma bonita jogada na esquerda de Fábio Coentrão, que fez um túnel a Diogo Melo, o cruzamento saiu para o centro da área, onde Jara mergulhou para rematar certeiro com o pé direito.

Em vantagem, o Benfica chegava muitas vezes junto da baliza de Peiser, já com Carlos Martins (rendeu Maxi) e Weldon (substituiu Aimar) em campo. Mas, perante uma Académica que defendia com tudo, a concretização falhava. E falhou até ao apito final.

 

Já nos descontos, foi a Académica que sorriu com um golo de Laionel, que rematou de longe, após uma jogada do recém-entrado Júnior Paraiba. Os estudantes festejaram efusivamente. Na pasta, estavam os três pontos.

In: Maisfutebol

 

© Daylife

 

 

Benfica: Roberto; Maxi Pereira, Sidnei, David Luiz, Fábio Coentrão; Javi García; Ruben Amorim, Pablo Aimar, César Peixoto; Saviola, Cardozo.
Ainda jogaram: Franco Jara (César Peixoto, 46min), Carlos Martins (Maxi Pereira, 65min), Weldon (Pablo Aimar, 85min).
Golos: Franco Jara (62min).
Cartões Amarelos: César Peixoto (45min), David Luiz (55min), Pablo Aimar (67min), Ruben Amorim (73min), Carlos Martins (90min).
Cartões Vermelhos: -

 

Académica: Peiser; Pedrinho, Orlando, Markus Berger, Addy; Diogo Melo, Nuno Coelho, Diogo Gomes; Sougou, Miguel Fidalgo, Diogo Valente.
Ainda jogaram: Pedro Costa (Diogo Valente, 55min), Laionel (Miguel Fidalgo, 56min), Júnior Paraíba (Sougou, 90min).
Golos: Miguel Fidalgo (28min), Laionel (90min).

Cartões Amarelos: Sougou (30min), Nuno Coelho (49min), Addy (49min, 50min), Peiser (90min).
Cartões Vermelhos: Addy (50min, acumulação de cartões amarelos).

publicado por Frederica às 22:04
link do post | comentar