Benfica perde primeiro derby, deixando Sporting ganhar Torneio do Guadiana

  • Crónica

 

© Sporting.pt

 

Foi maior o cartaz do que o jogo, mas mesmo assim o Sporting mostrou melhor condição, forma, enfim, equipa que o rival. Imperou o respeito no primeiro tempo derby, desfeito no segundo período pelos disparates de Edcarlos. Djaló e Derlei, tal como no épico 5-3 das meias-finais da Taça de Portugal, voltaram a atirar a águia ao chão. Paulo Bento a resgatou o losango e Quique apostou numa defesa mais experiente, depois de esse ter sido o sector com maiores problemas na primeira jornada do Torneio do Guadiana, frente ao Blackburn. Mas a lesão de Katsouranis e, sobretudo, a opção por Edcarlos arruinaram a muralha encarnada, derrubada por dentro dos próprios muros.

 

O jogo ficara marcado de véspera com o capitão João Moutinho a assumir que quer deixar o clube. Frente ao Benfica sentou-se no banco, mas não figurava sequer na ficha de jogo. Terá alterado os planos do treinador, que gostaria de ver o internacional português ao lado de Rochemback? Paulo Bento o saberá, mas que Romagnoli falhou no assumir de jogo com o médio brasileiro é certo. E por isso, o Sporting voltou a não ter quem rasgasse entre as linhas encarnadas, apesar da boa colocação de passes de Rochemback no primeiro tempo.

 

Os leões assumiram a posse de bola, mas esta época, o Benfica está mesmo determinado a pressionar logo à saída da área adversária como se viu frente a Estoril e Blackburn. No derby deste domingo repetiu-se, com Aimar e Urretavizcaya a pressionarem alto e até a ganharem algumas vezes a Polga e Tonel, quando eram estes que tinham a bola. O problema foi mais a construção de jogo, porque a boa vontade de Binya não chega quando o camaronês tem a bola nos pés e precisa soltá-la com rapidez. E assim, o Benfica só chegava à frente na transição rápida.

 

Aliás, foi desse modo que aos cinco minutos chegou o primeiro remate perigoso do jogo, com Carlos Martins a aproveitar uma sobra de Urretavizcaya. O Benfica demorou mais 12 minutos até causar perigo, com o mesmo Martins, sozinho na área, a atirar por cima a passe de Assis. Pelo meio, Derlei saltou na área encarnada, mas não chegou livre de Rochemback. Dois cabeceamentos fracos de Djaló e um remate de Aimar à figura de Tiago resumem o primeiro tempo, no qual o Sporting dominou a bola, enquanto o Benfica explorava a saída rápida. Vá lá que a segunda parte foi mais emotiva.

 

O Sporting venceu e bem, tem, neste momento, mais equipa que o Benfica, que voltou a não utilizar os internacionais Nuno Gomes e Petit. O losango leonino já não deixa dúvidas, o 4x4x2 experimental de Quique levanta muitas, sobretudo nas peças a usar.

 

Assim, os leões fazem o tri no Guadiana de novo e o Benfica fica no terceiro lugar.

 

Sporting: Tiago; Abel, Polga, Tonel e Grimi; Caneira, Rochemback, Romagnoli e Izmailov; Yannick Djaló e Derlei.
Jogaram ainda: Ronny, Adrien, Bruno Pereirinha e Postiga.

Golos: Yannick Djaló (56min); Derlei (71min).

Cartões Amarelos: Ronny (61min).

Cartões Vermelhos: nada a assinalar

 

Benfica: Quim; Maxi Pereira, Luisão, Katsouranis e Léo; Balboa, Binya, Carlos Martins e Nuno Assis; Urretavizcaya e Aimar.
Jogaram ainda:  Edcarlos, Makukula, Ruben Amorim, Jorge Ribeiro, Fellipe Bastos e Yebda.

Golos: nada a assinalar.

Cartões Amarelos: Luisão (54min); Binya (62min); Urretavizcaya (64min).

Cartões Vermelhos: nada a assinalar.

 

In: Maisfutebol

  • Avaliações


 

 

"Incapaz de estancar a "carga" leonina. Passou a maior parte do tempo a ver jogar e a correr atrás da bola.", In: Record

 

"Entrou para o lugar de Carlos Martins, mas, mais uma vez denotou algumas dificuldades na hora de lançar a equipa benfiquista para o ataque. Com os golos do Sporting acabou por não conseguir lutar mais contra a maré.", In: O Jogo

 

"Longe ainda do ponto ideal

Tem jogado, sobretudo as segundas parte e ainda terá de melhorar bastante para ser opção válida. Não parece, ter para já, assimilado a cultura táctica idealizada por Quique Flores. Tem caracteristicas diferentes de Binya, Yebda e Fellipe Bastos e isso pode, por si só, vir a ser bom para o treinador espanhol, mas o ex-Belenenses não está ainda no ponto ideal.", In: A Bola

publicado por Frederica às 21:59
link do post