Lesão de Ruben Amorim pode tornar-se crónica

  • Treinos e Lesões


 

© Correio da Manhã (editada)

 

Ruben Amorim jogou desde o início da época com fortes dores nos joelhos, em sofrimento. O encontro com o Sporting foi a gota de água. Jorge Jesus pediu-lhe para entrar na segunda parte, o médio cerrou os dentes e foi para dentro do campo, lutando até à exaustão para combater o adversário e... as dores. Este seria o último jogo de Amorim. O médio não aguentou mais e teve mesmo de parar, tendo já sido ponderada, no seio do clube encarnado, a possibilidade de ir consultar-se a um especialista estrangeiro.

 

O internacional português sofre de tendinite rotuliana nos dois joelhos, uma lesão que tende a tornar-se crónica. Isso quer dizer que pode ser controlada - possibilitando ao jogador uma carreira desportiva normal - mas não totalmente debelada. No caso de Ruben Amorim, segundo "O Jogo" apurou, não foi colocada a hipótese de ser operado simplesmente porque não iria resolver o problema.

 

Já no Mundial da África do Sul, o jogador sentiu ocasionalmente algumas dores, mas sem grande intensidade. Quando começou a pré-época no Benfica, então as queixas começaram a intensificar-se até passarem a dores a serem permanentes em ambos os joelhos. Ainda assim, fez sete jogos oficiais.

 

Ruben Amorim tem vindo, desde o início da época, a cumprir um intenso programa de tratamento, com sessões de fisioterapia bidiárias, com os responsáveis do departamento médico do Benfica.

 

Nesta altura, o jogador já se sente bastante melhor - a paragem da competição e dos treinos foi fundamental - mas ainda é cedo para prever quando pode voltar aos relvados. Uma coisa por agora é certa: não irá jogar contra o Arouca, para a Taça de Portugal, no dia 16. O presidente encarnado, Luís Filipe Vieira, chegou a dar a sua autorização para que o camisola 5 fosse ser consultado por um especialista estrangeiro, mas Ruben Amorim foi melhorando, entretanto, e a alternativa foi colocada, por agora, de parte.


Lesão comum em atletas que provoca inchaço e dor

 

A tendinite rotuliana resume-se, basicamente, à inflamação do tendão rotuliano. Esta é uma lesão comum em atletas de alta competição e regra geral associada ao uso exagerado/forçado do joelho. As causas vão desde os movimentos descompensados nas desacelerações, a anormalidades nas compensação dos quadrícepes (músculos situados na parte frontal da coxa), fechando na demasiada intensidade dos treinos ou jogos. A mazela provoca dor na região do joelho e inchaço no referido tendão. O tratamento pode fazer-se sem recurso a cirurgia, aliás, como parece ser o caso de Ruben Amorim.

In: O Jogo

 

MUITA FORÇA, CAMPEÃO!

publicado por Frederica às 20:29
link do post